OPINIÃO

EUROPA: Do sonho a pesadelo

Pelo que se vai ouvindo e lendo, o ano 2012 vai ser um ano para esquecer!Mesmo quem não é dado a...

OPINIÃO

O Norte de África à procura de um modelo

Os movimentos sociais que, desde há meses, vêm abalando o norte de África, estão...

OPINIÃO

O IV Reich

Diz a tradição que o Imperador Carlos Magno terá nascido em Aix-la-Chapelle, que é...

OPINIÃO

Síria: a Primavera ainda não chegou

A Síria tem resistido, pelo menos até agora, aos ventos da chamada primavera árabe. Ao...

OPINIÃO

NASCER: Direito dos Direitos

Bem diz o povo que um mal nunca vem só!Anda a gente ocupada e preocupada com as crises financeiras,...

OPINIÃO

Idem, ibidem

Como há 6 anos, com José Sócrates no início das suas funções de...

OPINIÃO

Bélgica: sem governo… e sem aflição

A Bélgica ainda existe? Esta pergunta é, naturalmente, provocatória. Do ponto de vista...

OPINIÃO

Irresponsabilidade à solta

Quem não se lembra do apelo irresistível: “compre agora e pague depois”? Muito boa...

Visto do avesso

Não preciso de guardar jornais, para lembrar, mais tarde, como era a nossa vida colectiva nos dias de...

OPINIÃO

As certezas dos ditadores

Tudo indica que a guerra civil que se abateu sobra a Líbia, já lá vão alguns...

OPINIÃO

Labirinto fiscal

É de aplaudir a chamada “equidade fiscal” e, em seu nome, a vontade política de...

OPINIÃO

Bom senso e bom gosto

Comecei a trabalhar em 1972, como professor de Português e História, numa escola pública,...

OPINIÃO - POR JOÃO CÉSAR DAS NEVES

Obrigado, sr. ministro!

Há dias um pobre pediu-me esmola. Depois, encorajado pela minha generosidade e esperançoso na...

OPINIÃO

Ribeira das Naus

Finalmente, parece que o Governo se prepara para começar a encerrar o assunto do Banco Português...

OPINIÃO

Consonâncias solidárias

Quem seguiu com atenção a campanha eleitoral das últimas eleições...

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Depoimento...
Acompanhei, com a maior atenção, a cerimónia pública (apesar de pouco publicitada pela comunicação social) da assinatura do COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Os riscos dos referendos
Aparentemente, o regime político perfeito seria aquele cuja prática fosse sempre a da democracia directa. Na impossibilidade comprovada de isso acontecer, sobra o recurso à...