CORONAVÍRUS

DGS emite orientação que IPSS devem seguir

Decretada a emergência global, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), no âmbito da infeção por novo Coronavírus (2019-nCoV ou nCoV) com origem em Wuhan, China, a Direção-Geral de Saúde (DGS) portuguesa emitiu uma Orientação, que as IPSS devem levar em conta.
A Orientação da DGS descreve os procedimentos a desenvolver para minimizar o risco de transmissão desta infeção por nCoV.
A orientação pode ser atualizada, a qualquer momento.
Da literatura disponível até ao momento 1, os coronavírus (nCoV – 2019) são transmitidos por:

- gotículas respiratórias (partículas superiores a 5 mícrons);

- contacto direto com secreções infetadas;

- aerossóis em procedimentos terapêuticos que os produzem.

Todo o cuidado é pouco e as IPSS devem ter isso em atenção e seguir as orientações das autoridades.

 

Data de introdução: 2020-01-31



















editorial

Alta clínica sem alta social

Um dos aspetos que, desde há vários anos, vem sendo identificado como prejudicando a melhor afetação dos recursos alocados ao funcionamento do SNS consiste no facto de existir um número muito significativo de pessoas que, após um...

Não há inqueritos válidos.

opinião

OPINIÃO DE MARIA JOÃO QUINTELA

Contra a eutanásia
Múltiplas entidades vêm promovendo, desde há vários anos, a formação para profissionais de saúde que lidam com as matérias ligadas ao envelhecimento,...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A política no nosso tempo
O mundo em que vivemos é muito diferente do que foi noutras eras. Hoje, o mundo é mais complexo, mais contestado, mais competitivo, mais diversificado e muito mais dinâmico, já...