ASSOCIAÇÃO DE PARALISIA CEREBRAL DE COIMBRA

«Coimbra a Brincar» transformou a cidade num imenso recreio

Uma vez mais, milhares de pessoas juntaram-se este ano à Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) e aos seus parceiros na grande festa que sempre é o «Coimbra a Brincar», o grande evento oferecido à cidade e que celebra o brincar intergeracional.
Com um primeiro dia (26 de maio) mais dedicado aos grupos familiares e de amigos e um segundo (dia 28) dirigido a grupos escolares, a edição de 2019 do «Coimbra a Brincar» voltou a ser o grande ponto de encontro de todos os que quiseram entrar na brincadeira.
Do programa fizeram parte novidades como o slackline (um desporto de equilíbrio sobre uma fita elástica), ateliês de língua gestual para bebés ou ainda sessões de estimulação sensorial, mas também estiveram de volta alguns clássicos da iniciativa da APCC, como os jogos ampliados, os passeios a cavalo ou as cantigas e as danças, bem como algumas novidades dos últimos anos que fizeram grande sucesso: o bubble football, o Stand Up Paddle ou o yoga.
A maior parte das atividades – e todas foram completamente gratuitas – esteve concentrada na margem esquerda do Parque Verde, embora várias outras tenham decorrido noutros pontos da cidade de Coimbra, como vem sendo habitual ao longo dos anos.
O «Coimbra a Brincar» foi organizado pela primeira vez em 2013 e, tendo vindo a crescer no número de atividades, participantes, parceiros e patrocinadores, mantendo-se fiel ao seu propósito inicial de divulgar o brincar enquanto fonte de prazer, alegria e aprendizagem essencial ao desenvolvimento, assim como à saúde física e mental.

 

Data de introdução: 2019-06-19



















editorial

IPSS E ADAPTAÇÃO À MUDANÇA CLIMÁTICA

Nos anos 80, com a aprovação pelas Nações Unidas do Relatório sobre Ambiente e Desenvolvimento, deu-se um impulso político ao conceito de sustentabilidade. Pouco depois, em 1992, teve lugar no Rio de Janeiro a primeira Cimeira da Terra....

Não há inqueritos válidos.

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Médio Oriente: os perigos de uma guerra psicológica
Nos últimos dias, têm sido frequentes as notícias relativas ao Médio Oriente, e em particular as que dizem respeito ao conflito entre Israel e o Irão.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Todos temos a nossa cruz
“Todos temos a nossa cruz” é uma frase popular que a todos nos condiciona e é inerente à condição humana. Nenhum ser está imune a sofrimentos,...