FUNDAÇÃO AFID DIFERENÇA, AMADORA

Caminhar pela Diferença promove a inclusão através do desporto

A Fundação AFID Diferença promove no dia 19 de maio, a partir das 10h00, a terceira edição da caminhada inclusiva Caminhar pela Diferença.
A III Caminhar pela Diferença terá como ponto de partida o jardim em Alfragide (Parque da Ribeira), ao lado dos terrenos da Fundação AFID Diferença, e chegada na sede da Fundação AFID Diferença sita na Rua Quinta do Paraíso, num percurso de aproximadamente cinco quilómetros.
A caminhada procura aproximar a comunidade da instituição, que apoia jovens com deficiência e crianças e idosos no concelho da Amadora, através da sensibilização para a problemática da deficiência e da inclusão da pessoa com deficiência na prática desportiva.
“Pretendemos com esta iniciativa sensibilizar a comunidade para a problemática da deficiência, através da prática do desporto e de um momento agradável em conjunto com os amigos, famílias e comunidade”, afirma Domingos Rosa, presidente da Fundação AFID Diferença.
“Estamos convictos que esta iniciativa de carácter solidário irá ter uma forte adesão, elevando o seu grande objetivo que é o de sensibilizar as pessoas para os problemas da deficiência e para dar a conhecer o trabalho desenvolvido pela AFID”, acrescentou.
As inscrições decorrem até dia 17 de maio e são obrigatórias para todos os participantes (a partir dos dois anos de idade). A corrida é aberta a todos os amigos e familiares da instituição e ainda membros da comunidade da Amadora que procurem fazer a diferença.
O kit da caminhada será entregue na sede da Fundação AFID Diferença, na Rua Quinta do Paraíso, nos dias 16 e 17 de maio, entre as 9h00 e as 18h00.
O valor de inscrição é de cinco euros para o público em geral e de dois euros para clientes e colaboradores da Fundação AFID Diferença. O valor pode ser pago por transferência bancária para o IBAN PT 50 0035 0325 0000 8598 230 39 ou aquando do levantamento do kit da caminhada na sede da Fundação.

 

Data de introdução: 2019-05-16



















editorial

Alta clínica sem alta social

Um dos aspetos que, desde há vários anos, vem sendo identificado como prejudicando a melhor afetação dos recursos alocados ao funcionamento do SNS consiste no facto de existir um número muito significativo de pessoas que, após um...

Não há inqueritos válidos.

opinião

OPINIÃO DE MARIA JOÃO QUINTELA

Contra a eutanásia
Múltiplas entidades vêm promovendo, desde há vários anos, a formação para profissionais de saúde que lidam com as matérias ligadas ao envelhecimento,...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A política no nosso tempo
O mundo em que vivemos é muito diferente do que foi noutras eras. Hoje, o mundo é mais complexo, mais contestado, mais competitivo, mais diversificado e muito mais dinâmico, já...