APCC - ASSOCIAÇÃO DE PARALISIA CEREBRAL DE COIMBRA

Intercâmbio com a Hungria para dar visibilidade à pessoa com deficiência

Quatro jovens utentes da organização húngara EgyüttHató Egyesület estiveram em Coimbra durante três dias nos quais participaram em várias atividades no âmbito de um projeto comum com a Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC), que tem como objetivo dar visibilidade às pessoas com deficiência, aos seus desejos e necessidades, dentro das comunidades em que se inserem.
Além das conversas com outros jovens portugueses sobre os objetivos desta iniciativa e as formas de os concretizar, a comitiva húngara – que incluiu ainda quatro técnicos e acompanhantes – aproveitou também para conhecer a APCC e a própria cidade.
Assistiram a um treino do APCC Coimbra Power Soccer Club (a única equipa de futebol em cadeira de rodas elétrica portuguesa), participaram em aulas de teatro e de música e ainda assistiram a um ensaio da banda «5ª Punkada», além de terem realizado um passeio pela Alta e pela Baixa de Coimbra.
O projeto em causa, denominado «Here We Are» é dinamizado pelo Gabinete de Voluntariado da APCC e surgiu na sequência de colaborações anteriores entre as duas organizações, todas com o propósito comum de promover a inclusão através do combate aos estereótipos.

ARRANQUE NA TRICICLETA

Sandra Semedo, João Vaz e António Camacho foram os triciclistas da APCC que participaram no IV Encontro Nacional de Tricicleta, que se realizou na pista do Estádio Cidade de Coimbra.
Tratou-se de um primeiro encontro dos praticantes desta modalidade na época desportiva 2017/2018 e estiveram presentes ainda atletas da Associação do Porto de Paralisia Cerebral e do Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II.
A prova permitiu avaliar o momento de forma de cada um dos atletas, mas, sobretudo, promoveu um momento de convívio e de festa da tricicleta.
Recorde-se que Sandra Semedo é o grande nome da modalidade em Portugal no momento, sendo a atual campeã nacional de todas as distâncias da classe RR2 e contando com um total de cinco medalhas já conquistadas em Campeonatos do Mundo (é campeã mundial dos 400 metros). Também João Vaz tem já um currículo respeitável, sendo o detentor do título RR1 dos 100 metros, enquanto António Sequeira continua a dar sinais de claro desenvolvimento, ele que se estreou apenas o ano passado.
O Encontro Nacional de Tricicleta é uma prova complementar do calendário nacional e tem como objetivo promover a tricicleta e conseguir captar um número de atletas mais elevado.

ARTE EM EXPOSIÇÃO

«A Sala O2, Socialmente Criativo e Inclusivo» é o título da exposição patente no Club de Tiro & Sport de Coimbra, até 16 de dezembro, que reúne trabalhos dos utentes da APCC.
É um conjunto de obras, entre pinturas e esculturas, criadas na Sala O2 desde maio deste ano, sob a supervisão do professor António Valente.
A Sala O2 é uma sala ocupacional, frequentada por pessoas empenhadas em mostrar as suas atividades sociais, criativas ou lúdicas, numa perspetiva ordenada do saber fazer. Encontra-se integrada no Centro de Atividades Ocupacionais da APCC, dirigido a pessoas com deficiência e incapacidade com significativas limitações da atividade e restrições na participação.
Durante todo o tempo em que estiver patente, será possível adquirir, no local, qualquer um dos trabalhos apresentados.

 

Data de introdução: 2017-11-27



















editorial

OE 2018 e outros orçamentos

Porque os orçamentos de Estado se processam em cadeia, publicado um, logo se impõe que se comece a pensar no seguinte... Se o de 2018 poderia ser mais proactivo, até porque a conjuntura económica parece favorável e é um orçamento...

inquérito

O Orçamento de Estado para 2018 é favorável ou prejudicial ao funcionamento das IPSS?

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Canteiros de paz em cenário de guerra
À medida que nos aproximamos do Natal, vamos sendo inundados por imagens e mensagens que despertam em cada pessoa, em cada família e em cada comunidade humana, sentimentos e...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A dúvida que permanece
Parece que, desta vez, é verdade: aos noventa e três anos de idade, Robert Mugabe deixou de ser o chefe de estado mais velho do continente africano e um dos mais velhos do mundo. Depois de...