Três dias de luto nacional

 Portugal cumpre entre quarta e sexta- feira os três dias de luto nacional decretados pelo Governo pela morte do Papa João Paulo II, que faleceu sábado no Vaticano, disse hoje à agência Lusa fonte do gabinete do primeiro-ministro.

Segundo a mesma fonte, os três dias de luto nacional correspondem ao dia do funeral do Papa João Paulo II, sexta-feira, e aos dois dias imediatamente anteriores à realização das exéquias fúnebres, ou seja, quarta e quinta-feira.

De acordo com um elemento ligado ao protocolo de Estado, o facto de algumas instituições portuguesas terem já a bandeira nacional a meia haste deve-se a "confusão" sobre o início do período de luto oficial ou a "uma vontade de prestar sentida homenagem" ao chefe da Igreja Católica logo após o seu falecimento.

A decisão do Governo de decretar três dias de luto nacional foi divulgada pelo primeiro-ministro, José Sócrates, sábado, duas horas depois de a Santa Sé ter anunciado a morte de João Paulo II.

 

Data de introdução: 2005-04-09



















editorial

Olhando o presente perspetivando o futuro

Nesta "estação de pandemia" parece estarmos em descensão, reconquistando, pouco a pouco, uma "nova normalidade". 

Não há inqueritos válidos.

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Pandemia e tensões políticas
É hoje evidente que, para além das suas consequências sanitárias, o chamado novo coronavírus está a provocar, um pouco por toda a parte, inegáveis...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Três aspetos positivos da crise e seis pontos a atender para o futuro
Sobre os últimos meses e da forma como o País e as autoridades públicas reagiram à pandemia retiro três aspetos positivos. O primeiro tem a ver com o elevado nível...