15 DE JANEIRO É DIA DA CNIS

Ministra da Solidariedade presente na sessão comemorativa do 39º aniversário

No próximo dia 15 de janeiro, a CNIS comemora 39 anos de existência com uma cerimónia no Teatro Thalia, em Lisboa, numa cerimónia que marcará a estreia da nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, em iniciativas da Confederação.
O Dia da CNIS será assinalado pela apresentação e lançamento do livro, da autoria de Isabel Monteiro, intitulado «Das Confrarias às Instituições Particulares de Solidariedade Social. O longo caminho das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal – subsídios para a sua História».
A sessão contará com a presença da autora e a obra será apresentada por Manuela Mendonça, ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral da CNIS e que coordenou a feitura do livro.
Finda a apresentação, realizar-se-á a conferência «Direitos Fundamentais em Contexto de Resposta Social», moderada por Ana Rodrigues, assessora da CNIS, que contará com as participações de Isabel Galriça Neto, Mariana Canotilho e Manuel Sarmento.
Após um tempo para debate, o presidente da CNIS, padre Lino Maia, e a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, farão as honras no encerramento de mais uma celebração de vida da Confederação.

 

Data de introdução: 2020-01-10



















editorial

ANO NOVO – NOVOS DESAFIOS

(...) Deve relevar-se como um passo muito significativo o compromisso constante do Pacto de Cooperação, no sentido de o Estado e as Instituições deverem repartir de forma equitativa os encargos com as respostas sociais em que existem...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A revisão do Pacto para a Solidariedade
Nos últimos dias do ano transato os Presidentes da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (AMNP), da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), da...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORT. DO VOLUNTARIADO

ESTRATÉGIA NACIONAL DE COMBATE À POBREZA: Um nobre desafio a Portugal
Finalmente, foi aprovada uma Estratégia Nacional de Combate à Pobreza (ENCP). Apesar de haver aspetos importantes por conhecer, no que respeita a exequibilidade desta Estratégia, em...