VIVEM SOZINHOS OU ISOLADOS

GNR sinalizou mais de 39 mil idosos

A GNR sinalizou 39.216 idosos a viverem sozinhos ou isolados em todo o país, mais 5.253 do que na operação "Censos Sénior" realizada no ano passado, revelou aquela força de segurança.

Dos 39.216 idosos identificados, 23.996 vivem sozinhos, 5.205 residem em locais isolados e 3.288 vivem sozinhos e isolados, adianta a Guarda Nacional Republica.

Os militares da GNR encontraram ainda 6.727 idosos que vivem acompanhados, mas encontram-se "em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas ou psicológicas".

No âmbito da operação "Censos Sénior 2015", que se realizou em todo o país entre 01 e 30 de abril, a GNR registou mais 2.680 idosos a viver sozinhos e mais 924 a residir isolados do que em 2014.

A Guarda Nacional Republicana sinalizou igualmente mais 262 idosos a viver sozinhos e isolados em relação ao ano passado, tendo ainda encontrado mais 907 numa situação de vulnerabilidade.

Realizada anualmente pela GNR, a operação "Censos Sénior" tem como objetivo "atualizar os registos dos idosos que vivem sozinhos e isolados, identificar novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo".

Paralelamente a esta operação, a GNR realizou o programa "Residência Segura", tendo aderido à iniciativa 15.417 idosos, mais 1.500 do que em 2014.

De acordo com a corporação, este programa permite à GNR fazer a georreferenciação dos idosos, o que constitui "uma mais-valia para localização em caso de ocorrência ou emergência, permitindo direcionar de forma mais eficaz os meios humanos e materiais da GNR e aumentar o sentimento de segurança da população aderente ao programa".

Durante a operação, os militares realizaram ainda ações de sensibilização para que a população idosa adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes.

BEJA E VISEU OS DISTRITOS COM MAIS IDOSOS ISOLADOS  

Beja e Viseu são os distritos do país com mais idosos a viveram sozinhos ou isolados, onde residem um total de 7.660, segundo a operação "Censos Sénior 2015" da GNR.

A Guarda Nacional Republicana adianta que no distrito de Beja foram sinalizados 3.914 idosos a viver sozinhos ou isolados, mais 829 do que na operação "Censos Sénior" realizada no ano passado, e em Viseu residem 3.755, mais 10 do que em 2014.

No ano passado, a GNR identificou o maior número de idosos no distrito de Viseu.

Em terceiro lugar surge o distrito da Guarda, com 3.236 idosos a viverem nestas condições, seguido de Bragança, com 3092, refere a GNR num comunicado para divulgar os resultados da operação "Censos Sénior 2015", que se realizou em todo o país entre 01 e 30 de abril.

Os distritos onde o número de idosos a viver sozinhos ou isolados mais subiu este ano foi o de Aveiro, tendo a GNR detetado um total de 1.646, mais 837 do que em 2014, e o de Beja, onde foram sinalizados mais 829.

A liderar a lista dos distritos com mais pessoas idosas a viverem nestas condições estão Vila Real (2.916), Portalegre (2.829), Évora (2.853) e Castelo Branco (2.165).

A GNR sinalizou igualmente 1.647 idosos em Braga, 1.745 em Coimbra, 1.977 em Faro, 1.225 em Lisboa, 1.109 no Porto, 1.732 em Santarém, 1.632 em Setúbal e 921 em Viana do Castelo.

O distrito com menos idosos a residirem sozinhos ou isolados é Leiria, onde foram identificados 822.

 

Data de introdução: 2015-05-12



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...