UNITATE – SOCIAL ECONOMY NETWORK, VILA VIÇOSA

Bolsa de Disponíveis já angariou mais de 1.200 voluntários em todo o país

“Tem sido um grande sucesso e muito agradecemos a todas as entidades que se juntaram a nós”, afirma Tiago Abalroado, presidente da instituição sedeada em Vila Viçosa.
A iniciativa da Unitate, que arrancou nas redes sociais, foi acarinhada pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, na pessoa da ministra Ana Mendes Godinho, e pela CASES - Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, com quem há uma comunicação diária, que potenciaram a divulgação da mesma pelos seus canais próprios.
Houve ainda algumas Uniões Distritais de IPSS e diversos municípios que se juntaram à causa, apoiando a divulgação, tendo também todos os Centros Distritais da Segurança Social se associado divulgando a iniciativa junto das IPSS pelos canais privilegiados que também têm.
“Há voluntários de todos os distritos, de quase todos os concelhos” inscritos na bolsa de disponíveis e “os pedidos das instituições têm chovido, na ordem dos 10 a 15 por dia”, revela Tiago Abalroado.
A Unitate nesta fase faz a mediação com as instituições que necessitam de cozinheiras, médicos ou outro pessoal com os voluntários, colocando-os em contacto.
“Já enviámos muita gente para as instituições e houve mesmo um caso curioso. Uma senhora que encaminhámos ligou-nos a dizer que queria sair da bolsa porque tinha arranjado emprego. Ou seja, ela já tinha passado pela instituição e os dirigentes quando viram que era ela, como estavam mesmo necessitados de preencher aquela vaga, contrataram-na”, conta, satisfeito, Tiago Abalroado.
Todos os que queiram disponibilizar-se para voluntariado nas IPSS, independentemente do local de residência, inscreva-se em https://unitate.typeform.com/to/aNoBPe.

 

Data de introdução: 2020-04-06



















editorial

O Sector Social e Solidário em contexto de pandemia

Analisando tudo o que aconteceu e o que foi feito, a experiência destes 8 meses de pandemia leva-nos a reiterar a necessidade de definição e implementação de medidas proativas, estando disponíveis, tanto a CNIS como a Confecoop e as...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A indisfarçável ausência de planeamento na gestão da pandemia
O medo instalou-se. É indisfarçável. Os números das últimas semanas anunciam o pior e as entidades oficiais confirmam. Teme-se a rotura nos hospitais. Entretanto, perante...

opinião

JOSÉ LEIRIÃO

Os dias passam e a incerteza permanece acerca do futuro na saúde e na economia e no emprego
A informação e as diferentes medidas tomadas pelos vários países na União Europeia são diferentes e, em muitos casos, contraditórias. Isto demonstra a falta...