FUNDAÇÃO AFID DIFERENÇA

«Diferença» é o novo canal digital que quer esbater diferenças

A Fundação AFID Diferença, em parceria com a empresa PAHD, lançou um canal de comunicação digital, denominado «Diferença». Este é um veículo digital criado com o intuito de promover e divulgar as atividades da instituição da Amadora através de conteúdos audiovisuais, tendo por lema “dar voz à responsabilidade social”.
Para além da divulgação das atividades da AFID, serão também divulgadas atividades dos parceiros da instituição em diversos concelhos, nas áreas económicas, culturais, desportivas e sociais, bem como a divulgação e acompanhamento de diversas atividades que se realizam no concelho e suas freguesias.
Por outro lado, a Fundação AFID Diferença vai acolher nos próximos meses uma série de cursos de capacitação, com o objetivo de capacitar quadros médios e superiores na gestão de Organizações Não Governamentais (ONG).
A iniciativa é da Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa Deficiente (AFID), que conta com a parceria do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR) e da própria Fundação AFID Diferença.
Sob o lema «Inclusão + Diagnosticar, Intervir e Estimular», este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de vários cursos de formação, abertos a todas as pessoas que possam ter interesse pelas áreas abordadas. A capacitação e partilha de novas técnicas e experiências serão os pilares deste projeto para a criação de intervenções de excelência.
Depois dos primeiros dois cursos, intitulados «Capacitar para o Diagnóstico e Intervenção para Evolução da Aprendizagem para públicos com Necessidades Educativas Especiais» e «Qualidade de Vida – Modelo de Schalock e Verdugo», as sessões formativas prosseguirão até dezembro.
Para o mês de outubro a agenda já tem temas escolhidos, faltando apenas definir algumas datas.
Assim, nos dias 18 e 19, das 9h30 às 17h30, no auditório Drª. Maria Lutegarda, na Fundação AFID Diferença, o curso versará a «Inclusão de Pessoas com Deficiência nas Organizações».
Ainda sem dias definidos, mas com a duração de 35 horas, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, haverá a segunda edição do curso «A Centralidade da Pessoa na Intervenção Social». Na mesma circunstância, mas com a duração de apenas 14 horas, novamente no auditório Drª Maria Lutegarda, na Fundação AFID Diferença, é tempo para abordar o «Empowerment das Pessoas com Deficiência».
Inscrições e mais informações sobre o restante calendário dos cursos pode ser realizado no site da Fundação AFID Diferença (www.afid.pt).

 

Data de introdução: 2018-10-02



















editorial

COOPERAÇÃO E FISCALIZAÇÃO

Estabelece a nossa Constituição o parâmetro normativo aplicável às IPSS, que se traduz, por um lado, no seu direito ao apoio do Estado e, por outro, na sua sujeição à fiscalização estadual.

Não há inqueritos válidos.

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

As consequências de um referendo
Não obstante as dúvidas que se levantam muitas vezes quanto à observância de todas as normas que devem regular os referendos, estes são sempre uma das expressões...

opinião

MANUELA MENDONÇA, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DA CNIS

Até sempre!
Decorridos pouco mais de 12 anos sobre a minha primeira participação na Direcção da CNIS, posição seguida de outros lugares de menor relevo e que culminou com dois...