SAÚDE

Italianos testam erva chinesa contra o alcoolismo

A Sálvia Miltiorrhiza, originária da China, pode ser um bom remédio para combater o alcoolismo, segundo um estudo científico desenvolvido na Itália que, depois de obter resultados positivos na fase experimental com ratos, começará a ser testado em seres humanos.
O estudo, feito pelo Instituto de Neurologia do CNR (Conselho Nacional de Pesquisa) de Cagliari, no sul do país, demonstrou através de diversos testes, que esta espécie de sálvia é capaz de reduzir o consumo, a recaída e a dependência voluntária do álcool.

A erva é utilizada na medicina tradicional chinesa para curar doenças do sangue, cardiopatias, hepatite e até as insónias.

O director da pesquisa, Giancarlo Colombo, frisou que a sálvia dada aos ratos - previamente acostumados à ingestão habitual de álcool -, reduz o consumo voluntário e os efeitos derivados de um eventual período de abstinência.

Deste modo, a pesquisa com a sálvia "pode servir para que os alcoólatras que decidam deixar de beber apreciem um copo de vinho sem necessidade de beber a garrafa inteira", afirmou Colombo. Até agora, conseguiu-se que os "ratos alcoólatras" deixassem de beber, algo que, se confirmado em seres humanos, pode ser um caminho para atenuar uma doença progressiva crónica, e em muitos casos mortal.

 

Data de introdução: 2005-01-19



















editorial

IDENTIDADE E AUTONOMIA DAS IPSS

As IPSS constituem corpos intermédios na organização social, integram a economia social e são autónomas e independentes do Estado por determinação constitucional.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Eleições Europeias são muito importantes
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu foi escandaloso o nível de abstenção. O mesmo tem vindo a acontecer nos passados atos eleitorais europeus

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Habitação duradoura – a resposta que falta aos sem abrigo
As pessoas em situação de sem-abrigo na Europa, em 2023 serão cerca de 900 mil, segundo a estimativa da FEANTSA (Federação Europeia das Associações...