COVID-19

Resumo das medidas adotadas pelo Governo para o Sector Social

O Governo vai reforçar com 59 milhões de euros os acordos de cooperação com o setor social, responsável pelos lares de idosos ou centros de dia, e criar uma linha de financiamento de 160 milhões de euros. 
O anúncio foi feito pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, no final de uma reunião por videoconferência com a comissão permanente do setor social, para tentar controlar a disseminação do novo coronavírus, em especial nos lares de idosos, que nos últimos dias registou casos de doentes com a covid-19.

COVID-19

RESUMO DAS MEDIDAS ADOTADAS PELO GOVERNO PARA O SECTOR SOCIAL

 23.03.2020

  1. Reforçado valor dos Acordos de Cooperação em 59 M€
  2. Manutenção das comparticipações por parte da Segurança Social
  3. Diferimento do pagamento de 2/3 das contribuições das entidades empregadoras nos meses de março, abril e maio para pagamento no segundo semestre de 2020

Entidades abrangidas:

?       IPSS com menos de 50 trabalhadores

?       IPSS com um total de trabalhadores entre 50 e 249, que tenham quebra de, pelo menos, 20% da média do volume de negócios nos meses de março, abril e maio

  1. Criação de linha de Financiamento específica para as IPSS  com garantia mútua
  2. Medida de apoio à manutenção dos postos de trabalho – Portaria n.º 71-A/2020
  3. Garantia da comparticipação da capacidade total contratualizada nas Unidades da RNCCI, nas situações de impedimento de novas admissões por existência de utentes infetados e desde que tenha uma taxa de ocupação inferior a 85%
  4. Flexibilização de respostas sociais com garantia da comparticipação de acordo com a tipologia do apoio prestado
  5. Prorrogação dos prazos de entrega e publicitação de Contas até 30 de junho
  6. Levantamento de necessidades de EPI em articulação com DGS
  7. Equipa de acompanhamento permanente da situação ERPI (DGS, ISS, ANEPC e Autarquias)
  8. Possibilidade de filhos dos funcionários das IPSS frequentarem escolas abertas em regime especial
  9. Possibilidade de recursos a voluntários para atividades permanentes
  10. Articulação com Forças Armadas para apoio

 Obs.: muito proximamente se enviará mais informação detalhada sobre as várias medidas

Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

 

Data de introdução: 2020-03-24



















editorial

ANO NOVO – NOVOS DESAFIOS

(...) Deve relevar-se como um passo muito significativo o compromisso constante do Pacto de Cooperação, no sentido de o Estado e as Instituições deverem repartir de forma equitativa os encargos com as respostas sociais em que existem...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A revisão do Pacto para a Solidariedade
Nos últimos dias do ano transato os Presidentes da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (AMNP), da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), da...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORT. DO VOLUNTARIADO

ESTRATÉGIA NACIONAL DE COMBATE À POBREZA: Um nobre desafio a Portugal
Finalmente, foi aprovada uma Estratégia Nacional de Combate à Pobreza (ENCP). Apesar de haver aspetos importantes por conhecer, no que respeita a exequibilidade desta Estratégia, em...