MUITAS CRIANÇAS

Grupo de 64 refugiados chegou a Portugal

Sessenta e quatro refugiados maioritariamente oriundos da Síria e do Iraque chegaram  a Lisboa e deverão ser colocados “o mais breve possível” em instituições de norte a sul do país, adiantou o ministro-Adjunto, Eduardo Cabrita.

Em declarações aos jornalistas após a chegada do grupo de 64 pessoas, entre as quais mais de duas dezenas de crianças, Eduardo Cabrita explicou que estes refugiados já têm colocação atribuída em vários espaços de 15 cidades portuguesas.

“Chegou hoje de manhã o avião que desde a Grécia trouxe 64 refugiados e não 68 como previsto, porque houve uma família que, por razões de saúde, suspendeu a deslocação e que virá tão breve quanto possível”, disse.

O governante explicou que os refugiados chegaram hoje ao aeroporto de Figo Maduro, em Lisboa, num voo fretado pelo Gabinete Europeu de Apoio em matéria de asilo (ASEO), no dia em que acontece o Conselho União Europeia-Turquia.

 

Data de introdução: 2016-03-07



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...