FAS3

Avaliação externa realça resultados muito positivos

A avaliação externa do Projeto FAS3, realizada pela Quaternaire Portugal, Consultoria para o Desenvolvimento SA, está concluída.

Dos dados de execução física registada no SIIFSE( Sistema Integrado de Informação do Fundo Social Europeu) destaque-se o facto do FAZ ter abrangido 81 IPSS (38 Norte, 27 Centro e 2 do Algarve).

Em cada uma das IPSS beneficiárias do projeto estava prevista a realização de cerca de 200 horas de formação-ação, 80 horas de consultoria individualizada e ainda a participação de 3 a 5 dirigentes por instituição, num total de 335 participantes nos 11”Cursos de Gestão para Dirigentes”, com a duração de 60 horas e ministrado pela Universidade Católica do Porto.

Participaram no FAS3 6490 pessoas. Como algumas delas frequentaram mais do que uma ação de formação, o número de formandos atingiu os 9139. O público-alvo aprovado em candidatura foi de 1553, por isso as taxas de execução foram de 418 por cento e 588 por cento.

1694 dirigentes, cerca de 26 por cento dos participantes, representam um dos pontos muito positivos do projeto e diferenciador face às edições anteriores.

As taxas de execução das “Ações Concluídas” foi de 638 por cento; a do “Volume de Formação” foi de 110 por cento. No que respeita às horas de formação a taxa de execução foi de 98 por cento.

A avaliação completa está disponível em www.cnis.pt

 

Data de introdução: 2015-01-23



















editorial

ANO NOVO – NOVOS DESAFIOS

(...) Deve relevar-se como um passo muito significativo o compromisso constante do Pacto de Cooperação, no sentido de o Estado e as Instituições deverem repartir de forma equitativa os encargos com as respostas sociais em que existem...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A revisão do Pacto para a Solidariedade
Nos últimos dias do ano transato os Presidentes da Associação Nacional dos Municípios Portugueses (AMNP), da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), da...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORT. DO VOLUNTARIADO

ESTRATÉGIA NACIONAL DE COMBATE À POBREZA: Um nobre desafio a Portugal
Finalmente, foi aprovada uma Estratégia Nacional de Combate à Pobreza (ENCP). Apesar de haver aspetos importantes por conhecer, no que respeita a exequibilidade desta Estratégia, em...