GNR com formação especializada para apoiar vítimas de violência

A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai ter 62 profissionais especializados para ouvir mulheres e crianças vítimas de violência. Comunicação interpessoal, psicologia da criança e do desenvolvimento e entrevistas com menores foram as formações dadas aos agentes durante o primeiro curso de formação nesta área. 

As características psicossociais das vítimas e dos agressores, bem como alguns temas relacionados com criminologia e vitimologia, que estuda a relação vítima/ criminoso fizeram igualmente parte do programa do curso. 

Os voluntários da GNR que receberam este curso vão integrar os Núcleos Mulher e Menor, a funcionar em todas as secções distritais de investigação criminal da GNR. O curso foi ministrado com a colaboração da Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres (CIDM), com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e com o Instituto de Apoio à Criança. 

Conceição Lavadinho, da CIDM, considera o curso fundamental, uma vez que permite aos formandos entender os ciclos da violência doméstica, no contexto da criança e do adulto, ficando também a conhecer os recursos disponíveis no Segundo Plano Nacional Contra a Violência Doméstica. 

Para Helena Sampaio da APAV, esta iniciativa "tem um impacto positivo no sentido de influenciar outros profissionais da polícia a intervir junto destes grupos" e na medida em que desenvolve competências específicas no apoio a vítimas de violência doméstica.

 

Data de introdução: 2004-10-21



















editorial

Legislativas 2019

No contexto da pré-campanha eleitoral para as Eleições Legislativas de 2019 surgiram várias propostas e foram enunciadas algumas preocupações que conectam diretamente com o que são as competências e a tradição...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A conetividade como condição de sobrevivência das instituições
O conceito que no século XX mais influência teve na economia global, no mundo do trabalho e na vida dos cidadãos foi a globalização. Embora não tenha sido a...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A China e o desafio de Hong Kong
Já lá vão umas largas semanas sobre o início da crise social e política que atingiu Hong Kong, uma crise que, pelo menos aparentemente, ainda está longe de ter...