CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO BRANCO

Mais 300 mil de euros para apoiar IPSS do concelho

A Câmara Municipal de Castelo Branco vai reforçar o apoio às IPSS do concelho com mais 300 mil euros, para fazer face ao novo confinamento.
O município de Castelo Branco explica que, face ao novo confinamento decretado, vai reforçar o apoio às IPSS, “consciente das consequências que este [confinamento] representa e das dificuldades financeiras que o combate à pandemia está a causar junto das instituições”.
"Assim, o município vai investir cerca de 300 mil euros que vão ser repartidos pelas instituições do concelho, considerando a sua dimensão em termos de número de funcionários e de utentes", lê-se na nota da edilidade.
A autarquia sublinha ainda que as IPSS "assumem uma importância determinante no processo de coesão social do concelho" e adianta que este apoio extraordinário tem como objetivo colmatar as dificuldades sentidas pelo aumento dos custos ligados ao combate à pandemia.
"Este investimento resulta de um reforço do programa «CasteloBrancoApoia», que inclui um conjunto de iniciativas com vista à mitigação dos efeitos causados pela propagação da pandemia Covid-19", lê-se na nota.
No total, desde o início da pandemia, a Câmara Municipal de Castelo Branco canalizou para apoios 4,1 milhões de euros.

 

Data de introdução: 2021-01-21



















editorial

VACINAÇÃO DOS LARES

(...) Globalmente, a vacinação está a correr bem. Que, com toda a transparência, alguns “dirigentes ativos” foram sendo vacinados. Que tudo deve ser feito para evitar abusos. E que, acontecendo algum abuso, ele tem de ser condenado.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Ao Presidente da República eleito
(...) A si, senhor Presidente da República eleito, felicito-o por ter sido a escolha, maioritariamente, preferida pelos votantes. Saiba que, apesar da limitação de poderes que a...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Na gestão da pandemia não houve planeamento, há arrogância e falta de coragem
(...) Começo por constatar, e penso que não estarei isolado nesta apreciação, que a atividade do governo no último ano tem-se concentrado na gestão da pandemia e...