UNIÃO EUROPEIA

Quatro em dez crianças frequentavam creche ou ATL

Quase quatro em cada dez crianças (38,8%) até aos 12 anos frequentavam, em 2016, serviços socioeducativos (creche ou ATL) na União Europeia (UE), com Portugal ligeiramente abaixo da média (37,5%), segundo dados divulgados pelo Eurostat.

De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, a Dinamarca era o país com maior número de crianças em serviços socioeducativos, com quase nove em cada dez crianças (87,5%) a frequentar creches ou ATL, seguindo-se a Suécia (70,4%) e o Reino Unido (64,7%).

No extremo oposto da tabela estavam a Letónia (0,9%), a Croácia (1,9%), a Eslováquia (2,5%) e a Espanha (3,5%).

A falta de necessidade foi a principal razão para a não frequência de creches ou ATL em Portugal (75,8%), acima da média da UE (67,8%), seguindo-se problemas financeiros: 14,2% (UE 16,2%).

Das crianças portuguesas até aos 12 anos que frequentavam creches ou ATL, 31% estavam inscritas em instituições não gratuitas (UE 29,3%) e 6,5% em gratuitas (UE 9,5%).

 

Data de introdução: 2018-02-21



















editorial

CASAS DO POVO

1. As Casas do Povo foram criadas no regime do "Estado Novo" pelo Decreto-Lei n.º 23 051, de 23 de setembro de 1933, como peça chave da organização corporativa do trabalho rural. Funcionavam como organismos de...

Não há inqueritos válidos.

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Democracia à prova!
Portugal vai confrontar-se, a curto prazo, com um conjunto de testes à sua forma de organização como sociedade democrática!

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Comércio Internacional: a outra guerra
Parece que o mundo ultrapassou recentemente mais uma crise ameaçadora para a Paz no mundo. Falamos, claro está, da surpreendente aproximação entre a Coreia do Norte e os Estados...