Prémio de 5.000 € – Prazo Termina a 31 de Julho

Abriu no passado dia 1 de Maio o prazo para apresentação de candidaturas ao Prémio Jaime Filipe, concurso promovido pelo Instituto de Solidariedade e Segurança Social (ISSS), e destinado a impulsionar a investigação nacional na área das tecnologias de apoio.
Detalhando, a atribuição deste prémio visa:
1 - Contribuir para o aparecimento de concepções inovadoras de promoção de autonomia que facilitem a realização dos actos da vida diária das pessoas em situação de dependência e promovam a humanização da prestação de cuidados.
2 - Promover a criação e desenvolvimento de instrumentos e tecnologias que facilitem, optimizem e prolonguem as capacidades físicas, psíquicas e sociais e sejam garante de uma maior qualidade de vida.
3 - Estimular a adopção de medidas que visem a prevenção e promoção da autonomia e reparação das capacidades perdidas.
4 - Sensibilizar a sociedade em geral e o sector da indústria, em particular, para a emergência de um nicho de mercado pouco explorado, bem como para a necessidade de fomentar a comercialização de meios inovadores de promoção da autonomia a preços reduzidos.
5 - Estimular a criatividade na área tecnológica e de design num domínio pouco desenvolvido.
Podem candidatar-se pessoas individuais, com mais de 18 anos, residentes em território nacional, e pessoas colectivas, sediadas em território nacional.
Recordamos que o eng. Jaime Filipe se notabilizou pela investigação promovida na área das tecnologias de acesso, sendo de sua autoria equipamentos como o Optacom, que permite a uma pessoa cega fazer a leitura de documentos escritos a tinta.
Em 2003 o prémio foi atribuído a dois estudantes do Instituto Superior Técnico (IST). André Campos e Pedro Branco
criaram um sistema que permite aos cegos enviar e receber mensagens escritas de telemóvel, operação até agora praticamente impossível para os cerca de 135 mil portugueses portadores desta deficiência.
Mais informações através do telefone 21 318 49 00, fax 21 318 49 51, ou pelo e-mail premio.eng.j.filipe@seg-social.pt.
O regulamento do concurso pode ser consultado em http://www.seg-social.pt/

 

Data de introdução: 2004-09-16



















editorial

TRATOS E ABUSOS

Todos ficámos abalados com os relatos de abusos sexuais praticados por agentes pastorais. São dilacerantes, são muitos os abusadores e são muitas as vítimas.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Proteção de Crianças, Jovens e Pessoas Vulneráveis
Os abusos sexuais de crianças na Igreja Católica têm sido uns dos assuntos mais marcantes da agenda mediática do nosso país. Nunca os erros de alguém podem ser...

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

O significado de alguns dados do último recenseamento
Em cada dez anos o Instituto Nacional de Estatística responsabiliza-se por proceder à elaboração do Recenseamento Geral da População e do Recenseamento Geral da...