LEGIÃO DA BOA VONTADE

Peditório nacional a favor dos sem-abrigo

A organização humanitária Legião da Boa Vontade (LBV) realiza este fim-de-semana um peditório nacional de angariação de fundos para a "Ronda da Caridade", uma iniciativa para distribuir alimentos e roupa aos sem-abrigo.

O peditório, em que participarão cerca de 50 voluntários da LBV, decorrerá nas principais ruas de Lisboa, Porto, Braga e Coimbra, bem como em centros comerciais e hipermercados daquelas cidades.

A "Ronda da Caridade", que completou em Setembro 11 anos de actividade em Portugal, é um programa da LBV que entrega aos sem-abrigo de Lisboa e Porto alimentos, roupas, calçado e cobertores. "Temos uma carrinha que circula à noite pelas principais ruas e levamos aos sem-abrigo sopa e um saco com um lanche que inclui um sumo, um iogurte, dois pães, frutas e geralmente um doce ou chocolate", explicou Nely Oliveira, da delegação de Lisboa da Legião, acrescentando que também distribuem roupa, calçado e cobertores.

A LBV é uma instituição que surgiu no Brasil há 54 anos e que se instalou em Portugal há 15, trabalhando sobretudo em países da América Latina como a Bolívia, Paraguai, Uruguai e Argentina, bem como nos Estados Unidos da América.

Além de ajudar os sem abrigo, a Legião promove ainda a sua reinserção social, através de profissionais de acção social que os encaminham para as autoridades competentes. Em 2000 havia 1.300 sem-abrigo a viver nas ruas de Lisboa e cerca de um milhar nas do Porto, de acordo com um relatório das Nações Unidas recentemente divulgado.

 

Data de introdução: 2004-10-04



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...