SAÚDE

Solidão faz subir tensão arterial

A solidão depois dos 50 anos aumenta o risco de hipertensão arterial, indica um novo estudo que assinala os benefícios para a saúde da companhia de familiares e amigos. A tensão arterial das pessoas mais solitárias do estudo era até três pontos mais alta do que os que viviam acompanhados, sugerindo, segundo os investigadores, que a solidão pode ser tão má para o coração como o excesso de peso ou a falta de exercício.

O estudo, realizado por cientistas da Universidade de Chicago com 229 homens e mulheres com idades entre os 50 e os 68 anos, vem publicado na edição da revista Psychology and Aging (Psicologia e Envelhecimento). Os resultados da investigação coincidem com os obtidos anteriormente por John Cacioppo, que é co-autor, com Louise Hawkley, do estudo agora divulgado.

Cacioppo descobriu em observações anteriores que a solidão nos jovens causa problemas nos vasos sanguíneos que se podem traduzir mais tarde em hipertensão arterial. No ano passado, uma investigação realizada por peritos da Universidade de Harvard relacionou a solidão nos homens com problemas associados a doenças cardíacas.

Os participantes neste estudo da Universidade de Chicago receberam um questionário com 20 perguntas em que se lhes pedia que descrevessem o seu grau de solidão ou falta dela. Pouco mais de metade dos participantes consideraram-se moderadamente solitários.

O grupo dos solitários registou uma tensão arterial superior à dos que se descreveram como menos sós. Nos que se definiram como muito sós, a tensão era entre um e três pontos superior à das pessoas acompanhadas.

29.03.2006

 

Data de introdução: 2006-04-05



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...