DIREÇÃO DA CNIS REUNIU COM FEDERAÇÕES ASSOCIADAS

Encontro muito importante para a ação da Confederação

A fechar o ciclo de encontros com as associadas intermédias, a Direção da CNIS reuniu, em Coimbra, com as Federações, depois de já ter tido encontros de trabalho com as Uniões Distritais de todo o país.
Alguns elementos dos órgãos sociais da Humanitas - Federação Portuguesa para a Deficiência Mental, FAPPC - Federação das Associações Portuguesas de Paralisia Cerebral e Solicitude - Federação dos Centros Sociais e Paroquiais e Outras Entidades Canónicas de Ação Sócio-Caritativa, Formação, Ensino e Saúde reuniram, nas instalações da APCC - Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra, com a cúpula da Direção da CNIS (padre Lino Maia, Eleutério Alves e padre José Baptista), que se fez acompanhar da assessora Filomena Bordalo.
Foram muitas e variadas as preocupações expressas pelas Federações, em nome das suas associadas. As da Solicitude incidiram mais sobre a questão da Gratuitidade da Creche, ao passo que tanto a Humanitas, como a FAPPC centraram mais as suas preocupações com o momento atual em que os custos estão em crescendo e a situação de muitas das respostas sociais que as suas IPSS associadas desenvolvem na área da deficiência.
No final, o padre Lino Maia rotulou o encontro de “muito importante, pelas abordagens diferentes que houve e isso é muito útil para a ação da CNIS”.
Foi mais um “espaço e tempo para conversar” sobre o que preocupa as instituições, não restringindo o diálogo aos presidentes das associadas intermédias, que “habitualmente são os interlocutores da Direção da CNIS”, como referiu o vice-presidente da CNIS, Eleutério Alves.

 

Data de introdução: 2022-09-14



















editorial

IMPORTÂNCIA ECONÓMICA E SOCIAL DAS IPSS

Para uma quantificação atualizada da importância social e económica das Instituições Particulares de Solidariedade Social em Portugal a CNIS assegurou o cofinanciamento do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE),...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

A sustentabilidade da Segurança Social
Quando se tenta perspetivar o que pode acontecer no futuro aos sistemas de segurança social há variáveis que são mais fáceis de prever, mas também existem outras...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Só quando for um desígnio nacional será erradicada a pobreza
Nas últimas semanas, a pobreza em Portugal voltou a ser tema de abertura em todos os medias. Esta atenção especial deveu-se a informações preocupantes emanadas de fontes...