INICIATIVA DA CASA DO POVO DE ABRUNHEIRA

Festa da Cereja

No passado dia 14 de Junho, pelas 11h30 chegavam ao Parque Dr. António Joaquim Simões, na Abrunheira, idosos, oriundos de vários locais do concelho de Montemor-o-Velho, utentes de todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

Vivia-se uma agitação pouco habitual na pacata aldeia, todos estavam ansiosos para mais uma tradicional Festa da Cereja, promovida pela Casa do Povo de Abrunheira, que este ano realizou também o I.º Concurso de Espantalhos, elaborados pelos idosos das IPSS e por pessoas da comunidade que se interessaram em participar nesta iniciativa.

Associaram-se a esta iniciativa alguns convidados, entre os quais o Director Adjunto do Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Coimbra, o Presidente da Câmara de Montemor-o-Velho, o Vereador da Cultura e Acção Social, o Director da AD ELO, Presidente da Associação Fernão Mendes Pinto, entre representantes das diversas IPSS do Concelho.

A Festa da Cereja teve início com um almoço convívio no qual estiveram presentes cerca de 300 pessoas.

No decorrer da Festa actuou o grupo típico da Abrunheira “Cavadores D’Aldeia” animando a tarde dos idosos e das pessoas da comunidade que se reuniram para compartilhar a sua alegria e vontade de se divertir.
A Casa do Povo de Abrunheira celebrou neste dia um Protocolo com a ADELO após a aprovação, por esta entidade, do Projecto de Equipamento para a Cozinha da IPSS.

Os espantalhos embelezaram todo o Parque tendo quadros alusivos à apanha da cereja, e ao seu transporte para a venda. O transporte em burro era feito para a zona da Leirosa, Gala, entre outras, onde as mulheres da Abrunheira vendiam as suas cerejas. Para a Figueira da Foz, o transporte era feito de burro até ao apeadeiro e depois de comboio, sendo a venda realizada no Mercado Municipal.

Neste 1º Concurso de Espantalhos foram atribuídos dois prémios simbólicos aos mais originais e representativos. O Burro que simbolizava o transporte e venda da cereja, elaborado por dois habitantes da aldeia de Abrunheira.

E o Fogueteiro, representando a IPSS de Gatões.

A Casa do Povo de Abrunheira ofereceu a todas as IPSS presentes uma miniatura de um Espantalho e um Frasquinho de Doce de Cereja, para que recordem este dia de alegria e convívio.

Pelas 18 horas, os “visitantes” da Abrunheira regressaram às IPSS e assim terminou este dia festivo.

 

Data de introdução: 2005-07-21



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...