VII CONGRESSO ELEITORAL DA CNIS

Ministro confirma presença na tomada de posse dos novos órgãos sociais

A CNIS vai a votos no dia 12 de janeiro (sábado), um ato eleitoral que conta apenas uma lista candidata, uma vez mais liderada pelo padre Lino Maia.
O Congresso Eleitoral, designação que estatutariamente assume a Assembleia Geral Eleitoral, tem início agendado para as 10h00, no Domus Carmeli, da Ordem dos Carmelitas Descalços (rua do Imaculado Coração de Maria, nº 17), em Fátima, decorrendo o ato eleitoral das 10h30 até às 15h00.
Após o apuramento do resultado, a tomada de posse dos órgãos sociais para o quadriénio 2019-2022 está marcada para as 17h00, estando já confirmadas as presenças de José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, e da secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim.
Estando apenas uma lista a sufrágio, a sua eleição está certa, mas os dirigentes da CNIS gostariam que houvesse uma elevada votação a fim de reforçar ainda mais a, já de si natural, legitimidade dos órgãos sociais a empossar.
«Reforçar as IPSS/Reforçar o Estado Social» é o título do programa de candidatura da lista encabeçada pelo padre Lino Maia.
O documento traça as linhas de força do que a lista candidata pretende implementar, sendo que em muitos casos trata-se de dar continuidade ao trabalho feito pelas últimas direções.
Pode ficar a conhecer o documento na íntegra AQUI.
Por outro lado, e aproveitando a ocasião, a CNIS decidiu antecipar a celebração do seu 38º aniversário para o dia 12 de janeiro, integrando a comemoração no VII Congresso Eleitoral, em Fátima.
Assim, a intenção da Direção é conciliar o ato eleitoral para o quadriénio 2019-2022 com um Momento de Reflexão subordinado ao tema «A autonomia e sustentabilidade das IPSS com base no estudo ‘Importância Económica e Social das IPSS em Portugal’».
Para este Momento de Reflexão, que decorrerá entre as 14h30 e as 16h30 e para o qual estão convidados todos os dirigentes e colaboradores das instituições associadas da CNIS, os interlocutores convidados são Américo Mendes, coordenador do estudo, José Silva Peneda, antigo ministro da Segurança Social e conselheiro do presidente da Comissão Europeia, Pedro Adão e Silva, comentador político, e Henrique Rodrigues, assessor da CNIS.
O Dia da CNIS, que se assinala a 15 de janeiro, será assim antecipado três dias, para que mais dirigentes e colaboradores possam participar.

 

Data de introdução: 2019-01-10



















editorial

Cuidadores

Conhecemos os testemunhos pungentes dos familiares de pessoas, nomeadamente com doença de Alzheimer, deficiência e dependências múltiplas, de pessoas com outras demências, pais de crianças com doenças raras, pais de crianças...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ DA SILVA PENEDA

Duas Realidades do nosso tempo:Progresso Tecnológico e Aumento das Desigualdades
Quem imaginaria que, no início do século XX, o homem chegaria à Lua? Quem imaginaria, há 40 anos, que as telecomunicações revolucionariam a forma como os seres...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A Europa e a vaga de anti-semitismo
Nas últimas semanas, a Comunicação Social deu bastante relevo a uma preocupante vaga de anti-semitismo que atingiu vários países europeus. Falamos particularmente,...