SESSÃO DE ESCLARECIMENTO

Revisão do Decreto-lei 119/83 em análise

A CNIS vai aproveitar a presença de muitos representantes de IPSS de todo o País em Fátima por ocasião do Congresso Eleitoral de dia 31 de janeiro e promover uma sessão de esclarecimento sobre a revisão do Decreto-lei nº 119/83 (agora Decreto-lei nº 172A/2014).

A sessão explicativa sobre as alterações ao decreto fundador das IPSS decorrerá no Seminário do Verbo Divino, entre as 15h00 e as 16h30, período reservado para a contagem dos votos.

Recorde-se que a CNIS vai a votos no próximo dia 31 de janeiro, em mais um Congresso Eleitoral. O ato eleitoral decorrerá, no, já referido, Seminário do Verbo Divino, entre as 11h00 e as 15h00, estando a tomada de posse dos novos órgãos sociais prevista para as 17h00.

Para o novo mandato, agora de quatro anos, fruto da alteração promovida pelo Governo através do Decreto-Lei n.º 172-A/2014 de 14 de novembro, concorre apenas uma lista, facto que não se verificava há bastantes eleições.

Assim, ao ato eleitoral do próximo dia 31 de janeiro apresenta-se apenas a lista institucional, promovida pela Direção da CNIS, e que é novamente encabeçada pelo padre Lino Maia, que assim avança para o seu quarto mandato.

Os trabalhos do Congresso iniciam-se às 10h00.

 

Data de introdução: 2015-01-27



















editorial

DIRIGENTES SOCIAIS

Temos uma grande rede de apoio social de proximidade porque existem no terreno milhares de Instituições de Solidariedade, sustentadas por milhares de homens e mulheres Dirigentes Sociais voluntários. 

inquérito

Como avalia o acordo de cooperação 2021-2022 que a CNIS assinou com o governo?

opinião

JOSÉ A. SILVA PENEDA

Os valores que escasseiam nos dias de hoje
A preocupação central com o ser humano, a liberdade e o desenvolvimento de uma cultura reformista e de compromisso são, em minha opinião, os três valores mais decisivos no...

opinião

EUGÉNIO FONSECA, PRES. CONF. PORTUGUESA DO VOLUNTARIADO

Acácio Catarino um amigo das IPSS
Há mulheres e homens que não deveriam morrer. Contrariamente ao pensamento predominante, eu defendo que há gente mesmo imprescindível. Bem diferente é os que vivem como...