GOVERNO

Nova linha de crédito de 12,5 milhões para ajudar instituições sociais

O ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, anunciou uma "nova linha de crédito" de 12,5 milhões de euros para instituições sociais com dificuldades de tesouraria. Durante um debate na Assembleia da República, Mota Soares disse que as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) estão "numa situação financeira muito difícil", e que algumas têm problemas para pagar "juros muito altos" à banca. "Näo obstante o Governo ter tomado medidas para garantir a sustentabilidade destas instituições, era preciso ir mais longe, criar uma linha de crédito, e foi o que fizemos", disse Mota Soares.

Essa linha, de 50 milhões de euros, já está esgotada, disse o ministro: "Só 126 instituições esgotaram os 50 milhões, o que dá cerca de 400 mil euros por instituição." Por isso, "até ao final do ano, o Governo vai lançar uma nova linha de 12,5 milhões de euros para ajudar as instituições sociais em situações de rutura de tesouraria", disse Mota Soares.

 

Data de introdução: 2012-10-28



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...