CENTRO DE RECUPERAÇÃO INFANTIL DE ABRANTES

Crescer Melhor, Viver Melhor

"Crescer Melhor, Viver Melhor" é a designação deste Projecto que tem como entidade promotora o Centro de Recuperação Infantil de Abrantes e uma equipa de trabalho transdisciplinar, incluindo como parceiros a Equipa de Coordenação dos Apoios Educativos de Abrantes, Serviço de Pediatria do Hospital Dr. Manoel Constâncio, Centro de Saúde de Abrantes, Câmara Municipal de Abrantes, Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Santarém e o Serviço Local de Abrantes. 

O Projecto de Intervenção Precoce surgiu na sequência do trabalho já desenvolvido por alguns parceiros junto das crianças sinalizadas com deficiência ou atraso grave de desenvolvimento e risco social. Resultou ainda da necessidade sentida pelos vários técnicos de encontrarem uma resposta adequada às necessidades destas crianças e das suas famílias.
Constituído o grupo de parceiros, o trabalho foi iniciado no princípio deste ano, em Fevereiro, para traçarem objectivos e darem forma ao projecto. Uma das primeiras etapas foi efectuar o levantamento das crianças com deficiência ou atraso grave de desenvolvimento e risco social. Foi neste momento que surgiu a necessidade de formar uma equipa de intervenção directa, em que os técnicos que a constituem irão intervir directamente com as crianças e respectivas famílias. Esta Equipa de Intervenção Directa será constituída por cinco educadoras de apoio, um administrativo, um equitador, um psicólogo, um fisioterapeuta, vários enfermeiros, um pediatra, um terapeuta ocupacional, um terapeuta da fala, dois técnicos de serviço social, um dos quais a tempo inteiro. Todo o trabalho se desenrolará em parceria e todas as entidades envolvidas disponibilizaram alguns recursos humanos e materiais, sendo, no entanto, necessário adquirir alguns equipamentos e contratar alguns téc-nicos.
A sede da equipa de intervenção directa será no CRIA, que fará também a cedência das diferentes salas de terapia e respectivos equipamentos.

 

Data de introdução: 2004-12-05



















editorial

Confiança e resiliência

(...) Além disso, há um Estado que muito exige das Instituições e facilmente se demite das suas obrigações. Um Estado Social não pode transferir responsabilidades para as Instituições e lavar as mãos quanto...

Não há inqueritos válidos.

opinião

José Leirião

A necessidade de um salário mínimo decente
Os salários, incluindo os salários mínimos são um elemento muito importante da economia social de mercado praticada na União Europeia. Importantes disparidades permanecem...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Muitos milhões de euros a caminho
O País tem andado a ouvir todo um conjunto de ideias com vista a serem aproveitados os muitos milhões de euros provenientes da Europa. Sobre o que é preciso fazer as coisas parecem...