CASA DO GAIATO

Ministro diz que modelo de funcionamento deve ser repensado

O ministro da Segurança Social, Fernando Negrão, assegurou que já foram tomadas medidas para salvaguardar os interesses das crianças da Casa do Gaiato e defendeu que o modelo de funcionamento da instituição deve ser repensado.

"Ás vezes o que acontece é que as pessoas estão a trabalhar de boa-fé, mas o modelo nem sempre é o mais adequado", disse Fernando Negrão aos jornalistas, à saída do debate do Orçamento de Estado, que decorre na Assembleia da República.

Questionado sobre os resultados da auditoria realizada pela Segurança Social à Casa do Gaiato, que conclui pela existência de indícios de maus-tratos psicológicos e físicos, e descreve o ambiente da instituição como sendo de "isolamento, repressão e clausura", Fernando Negrão garantiu que "já há medidas tomadas para salvaguardar os interesses das crianças".

Para o ministro da Segurança Social, a discussão deverá agora centrar-se no modelo de funcionamento da Casa do Gaiato: "a discussão deve ser sobre se será o mais adequado", disse.

Fernando Negrão adiantou ainda que o seu ministério já está a trabalhar para a construção de equipas de técnicos da Segurança Social e da Casa do Gaiato, que deverão intervir na instituição.

O ministro da Segurança Social garantiu também que "o Governo está empenhado em enfrentar situações como esta", tal como já o fez em relação à Casa Pia de Lisboa, embora não tenha qualquer tutela sobre a Casa do Gaiato.

O actual ministro das Finanças e antigo ministro da Segurança Social Bagão Félix recomendou prudência a leitura do relatório final da auditoria. "Temos de ter cuidado com a leitura apressada de relatórios", frisou, recordando que, enquanto ministro de Segurança Social, iniciou averiguações não só na Casa do Gaiato, mas em todas instituições que acolhem crianças.

 

Data de introdução: 2004-11-22



















editorial

Brigadas de Intervenção Rápida

Sob o patrocínio da Ministra do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, no dia 4 de Setembro foi celebrado o  Protocolo de Criação das Brigadas de Intervenção Rápida. São seus subscritores o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Cinco recomendações para o Novo Banco de Fomento
A ideia da criação de um Banco de Fomento não é nova. Uma das tentativas aconteceu em 2013 tempo em que propus ao governador do Banco de Portugal Carlos Costa a...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Saber fazer e como fazer
A Covid-19 arrastou o mundo e o nosso País para uma crise com consequências económicas e sociais ainda difíceis de imaginar.Mostra a experiência que no fim de qualquer...