ACÇÃO DE FORMAÇÃO

O Ciclo de vida da pessoa com deficiência

ACÇÃO DE FORMAÇÃO:
O CICLO DE VIDA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA MENTAL: UM PERCURSO COM AS FAMÍLIAS E AS INSTITUIÇÕES

Duração: 9 horas
Datas: 28, 29 e 30 de Março
Horário: Pós- Laboral - 18.15H às 21.15H

Destinatários: Coordenadores de Lares e Centros; Pessoal Técnico/colaboradores; Dirigentes; Directores Técnicos.

Formadores: Dra. Dulce Maria Ferreira Coutinho
. Licenciada em Serviço Social
. Pós-Graduada em Terapia Familiar
. Actual Directora Geral da APACDM de
Vila Nova de Gaia
Dr. Victor Teixeira
. Licenciado em Psicologia
. Terapeuta Familiar
. Psicóloga na APACDM

Programa: 1- O anúncio e os primeiros tempos
- Os intervenientes: serviços,
profissionais, família, os pais enquanto
individuos, redes de suporte.
2- Os serviços de intervenção precoce e apoio
à integração do Jardim de Infância
- A intervenção precoce e os princípios de
uma intervenção transdisciplinar centrada
na família.
- Serviços/recursos.
3- A idade escolar
- 1º e 2º Ciclo.
- Serviços/recursos.
- Suportes às famílias.
4- O fim da escolaridade obrigatória e a
transição para a idade adulta
- Serviços/recursos.
- A adultez da pessoa com deficiência e o
de vida familiar.
5- A idade adulta e o envelhecimento
- O envelhecimento precoce.
- O envelhecimento dos pais.
- Respostas e formas de intervenção.

Ojectivos: 1- Analisar e empreender respostas acerca do percurso do deficiente e suas famílias, tendo em conta os seus ciclos de vida e sua integração/inclusão no meio social envolvente.
2- Transmitir informação que permita superar as lacunas provocadas pela ausência de resposta às especificidadesdos problemas da deficiência.

Local: Sede da AIDSS
Rua Antero de Quental nº241 sala 14
4050 PORTO

Informações e Inscrições: 14 a 27 de Março
Telefax: 225093289

Preços: Sócios - 40 euros
Estudantes - 50 euros
Profissionais - 60 euros

 

Data de introdução: 2006-03-15



















editorial

Alta clínica sem alta social

Um dos aspetos que, desde há vários anos, vem sendo identificado como prejudicando a melhor afetação dos recursos alocados ao funcionamento do SNS consiste no facto de existir um número muito significativo de pessoas que, após um...

Não há inqueritos válidos.

opinião

OPINIÃO DE MARIA JOÃO QUINTELA

Contra a eutanásia
Múltiplas entidades vêm promovendo, desde há vários anos, a formação para profissionais de saúde que lidam com as matérias ligadas ao envelhecimento,...

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A política no nosso tempo
O mundo em que vivemos é muito diferente do que foi noutras eras. Hoje, o mundo é mais complexo, mais contestado, mais competitivo, mais diversificado e muito mais dinâmico, já...