ODPS

Sol do convívio apaga chuva do passeio

Apesar do tempo de chuva os colaboradores inscritos (cerca de 300) não deixaram de ir ao passeio oferecido pelo Conselho de Administração (C.A.) da Obra Diocesana de Promoção Social (ODPS), presidido pelo feirense Américo Ribeiro.

O dia 16 de Junho foi bem vivido, raiado pelo sol do convívio, proporcionou visitas à Torre da Serra da Estrela, Covilhã (Almoço), Sortelha e Viseu (Jantar). O Edil da Instituição congratulou-se pela adesão de todos, a vários níveis; por ter visto e sentido nesse dia cinzento a Obra Diocesana; por “o autocarro mais animado ser o que vai do 1 ao 6”, ou seja, todos! Em avaliação final, o bancário e associativista Américo Ribeiro disse mesmo que “a felicidade alcançada ao almoço foi superada ao jantar”, momento normalmente alto desta iniciativa anual, a contar este ano com o registo musical do duo “Eduardo Vaz Paulo”. O almoço ficou marcado pela homenagem feita ao Presidente Américo, por este mandato de Obra 3D, vincado dos valores ODPS, desejando a sua continuidade para 2008-2010.

Por fim, para melhor percepção do que foi esta reunião familiar dos obreiros da considerada ‘maior IPSS do Porto’, deixamos a opinião de Isabel Pires (Vogal do Conselho Fiscal da ODPS): “Noto pela segunda vez, no passeio que faço, que existe realmente o transbordar do dom que as pessoas têm dentro delas, numa simbiose entre a Direcção e os colaboradores. Gosto de vir precisamente a este passeio para obter este sentimento, esta emoção. O C.A. tem encontrado os locais próprios, com este jantar, para especial comunicação entre chefias e trabalhadores”.

 

Data de introdução: 2007-07-07



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...