CNIS

Relatório de Actividades de Abril

No dia 3 de Abril, 2ª feira, a CNIS visitou algumas IPSS's dos concelhos de Felgueiras, Amarante e Marco. E encontrou-se com o presidente da Câmara do Marco de Canaveses

No dia 5 de Abril, 4ª feira, uma delegação da CNIS, composta por João Carlos Dias, Lino Maia e Lúcia Saraiva, foi recebida na sede nacional do Partido Socialista pelo presidente do partido, Dr. Almeida Santos, e pelo vice-presidente da bancada parlamentar do mesmo partido.

No dia 7 de Abril, nas respectivas instalações, tomaram posse os novos órgãos sociais da UDIPSS-Porto. Tendo como presidente da Assembleia-
-geral o senhor Eng.º Francisco de Nápoles Almeida e Sousa, uma figura carismática no distrito e não só, doravante, a UDIPSS-Porto tem a presidir à sua direcção o Prof. Artur Carvalho Borges, um ex-autarca e antigo vice-
-governador civil do Porto.

No dia 7 de Abril decorreram as eleições para os órgãos sociais da UDIPSS-Setúbal. A UDIPSS-Setúbal terá, como presidente da Assembleia--geral, o Dr. João Maria Rodrigues, da Cáritas de Setúbal, e, como presidente da Direcção, o Dr. António Modesto Figueiredo, do Centro Paroquial de Amora.

Foi publicada no Diário da República a constituição da União Distrital de Bragança, pelo que, brevemente, haverá mais uma UDIPSS filiada na CNIS.

No dia 10 de Abril, 2ª feira, a CNIS visitou uma IPSS em Maceda, Ovar. Ali como em muitas, as dúvidas sobre o futuro do ATL inquietam os dirigentes.

No dia 10 de Abril, depois de analisar contrapropostas dos sindicatos com os quais se têm desenvolvido negociações, a CNIS concluiu a sua proposta de beneficiação do clausulado dos CCT's.

No dia 12 de Abril, 4ª feira, de manhã, uma delegação da CNIS (composta por Alberto Churro, Eugénio Fonseca e Lino Maia) deslocou-se à sede da UGT.
A representar a central sindical estavam o senhor Eng.º João Proença, secretário-geral, a Dr.ª Paula Esteves e o Dr. Vítor Coelho.
No dia 12 de Abril, de tarde, uma delegação da CNIS (de que faziam parte Deolinda Machado, Eugénio Fonseca e Lino Maia) deslocou-se à sede da CGTP. A representar a central sindical estavam o seu secretário-
-geral, Dr. Carvalho da Silva e os dirigentes encarregados das políticas sociais e problemas da igualdade de oportunidades, respectivamente, Maria do Carmo e Fernando Gomes.

No dia 12 de Abril o Presidente do Centro Distrital do Porto confirmou por escrito as garantias dadas oportunamente para a valência de ATL para o corrente ano e sobre a necessidade de alargar progressivamente a valência aos alunos do 2º e 3º ciclo, implementando as medidas necessárias, para o que o Centro Distrital se dispõe a colaborar.

No dia 13 de Abril foi recebida uma listagem das organizações de voluntariado de âmbito nacional para que, a partir daí, sejam constituídas duas comissões: a Comissão Instaladora da Confederação Portuguesa do Voluntariado e a Comissão Organizadora do Congresso Nacional do Voluntariado.

No dia 15 de Abril o Boletim do Trabalho e Emprego (BTE) publicou a constituição da Comissão Paritária entre a Federação Nacional dos Sindicatos da Educação e outros (FNE) e a CNIS. Pela Confederação, fazem parte: João Carlos Dias, Lúcia Leitão e Nuno Rodrigues (efectivos), Alberto Churro, Henrique Rodrigues e Rui Silva (suplentes).

No dia 17 de Abril o Diário da República (I Série - A) publicou a Lei nº 13/2006 referente ao transporte colectivo de crianças. A lei define o regime jurídico do transporte colectivo de crianças e jovens até aos 16 anos de e para os estabelecimentos de educação e ensino, creches, jardins-
-de-infância e outras instalações ou espaços em que decorram actividades educativas ou formativas, designadamente os transportes para locais destinados à prática de actividades desportivas ou culturais, visitas de estudo e outras deslocações organizadas para ocupação de tempos livres.

No dia 18 de Abril, 3ª feira, concluídas as negociações, foi assinado um CCT (contrato colectivo de trabalho) entre a FNSFP (Frente Nacional dos Sindicatos da Função Pública) e a CNIS. Devidamente mandatados, por parte da CNIS, assinaram João Dias, Lúcia Leitão e Nuno Rodrigues.

No dia 20 de Abril os órgãos competentes da CNIS ratificaram o Contrato Colectivo de Trabalho celebrado com a FNSFP.

No dia 21 de Abril, através de João Carlos Dias, em Lisboa, a CNIS esteve presente na apresentação da Rede de Cuidados Continuados.

No dia 22 de Abril decorreram as eleições para os órgãos sociais da UDIPSS-Aveiro. Uma só lista foi a sufrágio. Votaram 51 IPSS's (sem dúvida, uma boa adesão). A presidir à Assembleia-geral ficará Eduardo Belmiro Torres do Couto, de Florinhas do Vouga, ao Conselho Fiscal presidirá Isménia Aurora Salgado dos Anjos Vieira, do Centro Comunitário de Vera Cruz, e a Direcção será presidida por Dr. Carlos Alberto Lacerda Pais, de Arte e Qualidade.

No dia 24 de Abril a CNIS foi recebida pelo presidente do Centro Distrital do Porto. Foi um encontro "exploratório" que abriu perspectivas para equacionar formas de cooperação, nomeadamente no sentido de poder dotar a Confederação de melhores estruturas para a sua actividade enquanto organização representativa das instituições de solidariedade.

No dia 25 de Abril terá sido a primeira vez em que, nas comemorações do 25 de Abril, as instituições de solidariedade foram referidas por um Presidente da República.

No dia 26 de Abril, juntamente com a ACI, Associação dos Professores Católicos, Cáritas Portuguesa, Comissão Diocesana Justiça e Paz do Porto, Comissão dos Institutos Religiosos, Fórum Abel Varzim, JOC, Núcleo de Estudos sobre a Paz de Coimbra, Pax Christi, e a Rede Internacional de Organizações contra a Proliferação de Armas (IANSA), por cooptação por Irmã Maria Isabel Monteiro e Dr.ª Palmira Macedo, a CNIS esteve representada na reunião da Comissão Nacional Justiça e Paz. Objectivo da reunião: necessidade de mobilizar a sociedade civil para a campanha de recolha voluntária de armas.
No dia 27 de Abril, com a presença estimulante de membros dos órgãos sociais cessantes e de José Quirino como representante da CNIS, tomaram posse os novos órgãos sociais da UDIPSS-Setúbal. Preside à Assembleia-geral João Maria Carvalho Rodrigues (da Cáritas Diocesana de Setúbal), ao Conselho Fiscal Manuel Jorge Bento (do Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Conceição, da Charneca de Caparica), e à Direcção António Modesto Oliveira Figueiredo (do Centro de Assistência Paroquial da Amora).

No dia 28 de Abril foi divulgada a nomeação da nova coordenadora do plano nacional para a inclusão a Doutora Fernanda Rodrigues, professora universitária, com 61 anos de idade e 36 de actividade profissional na segurança social. A resolução do Conselho de Ministros determina a elaboração do PNAI 2006-2008 até Setembro.

No dia 28 de Abril, de manhã, no IEFP, em Lisboa, decorreu um encontro da Comissão Paritária do Acordo para análise e fecho do programa de formação.

No dia 28 de Abril, no Hotel Cinquentenário, em Fátima, decorreu o plenário do Centro de Estudos Sociais da CNIS. Participaram vários dos seus membros e foram ali apresentados dois preciosos trabalhos do sub-grupo "trabalho / emprego": "contributo para um sistema social de criação de emprego", por Acácio Catarino, e "empreendedorismo social", por Mário Caldeira Dias.

No dia 28 de Abril, no Hotel Cinquentenário, em Fátima, decorreu mais uma reunião da Direcção da CNIS. Entre outros assuntos, foi aceite a filiação da UIPSSDB (União Distrital de Bragança), foi apresentado o programa de formação para o ano 2006, com a indicação de se proceder à sua distribuição imediata por todas as Uniões e Federações, foi considerada a estrutura base da "carta deontológica", foi decidido proceder ao pagamento da quota de filiação na ET--Welfare, agendar um calendário de visitas às Uniões (a executar no terceiro quadrimestre) e, reconhecendo-
-se com satisfação a crescente visibilidade da CNIS na comunicação social, foi esboçada uma estratégia que permita uma maior operacionalidade e eficácia da CNIS.

 

Data de introdução: 2006-05-07



















editorial

O COMPROMISSO DE COOPERAÇÃO: SAÚDE

De acordo com o previsto no Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, o Ministério da Saúde “garante que os profissionais de saúde dos agrupamentos de centros de saúde asseguram a...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Imigração e desenvolvimento
As migrações não são um fenómeno novo na história global, assim como na do nosso país, desde os seus primórdios. Nem sequer se trata de uma realidade...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Portugal está sem Estratégia para a Integração da Comunidade Cigana
No mês de junho Portugal foi visitado por uma delegação da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância do Conselho da Europa, que se debruçou, sobre a...