UDIPSS BRAGA

8ª Semana Social encerra dia 28 com festa no Santuário da Penha, em Guimarães

O presidente da CNIS participa na próxima quinta-feira (dia 28) no encerramento da 8ª Semana Social, promovida pela UDIPSS Braga.

Para além do padre Lino Maia, serão intervenientes Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Manuel Roriz Mendes, juiz da Irmandade de Nossa Senhora do Carmo da Penha, e Jorge Pereira, presidente da UDIPSS de Braga.

A oitava Semana Social de Braga arrancou esta terça-feira, com uma sessão na Universidade do Minho (UMinho) e uma conferência sobre «Saúde Mental e Demência: Respostas e Desafios Presentes e Futuros», com a participação de Sílvia Peixoto, especialista em Saúde Mental e Psiquiatria, e Miguel Durães, presidente da Direção Recovery, IPSS.

Amanhã (quarta-feira, dia 27), os trabalhos prosseguem, a partir das 9h00) com a sessão de abertura, na UMinho, com a presença de Jorge Pereira, presidente da UDIPSS de Braga, e João Ferreira, diretor do Centro Distrital de Braga da Segurança Social.

Segue-se o painel «Inovação Social – Novas Formas de Financiamento das IPSS», com intervenções de Rui Maia, presidente do Conselho Fiscal da UDIPSS de Braga, Helena Loureiro, representante da Região Norte na Estrutura de Missão Portugal Inovação Social, e de Filipe Almeida, presidente da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social 2030.

Já o último dia (28), após a Eucaristia, no Santuário da Penha, presidida por D. Delfim Gomes, Bispo Auxiliar de Braga, haverá festa, que começa com um almoço-piquenique para as IPSS e uma breve receção com a atuação do Grupo de Bombos «Os Zés Pereiras do Novais», do Centro Novais e Sousa.

Seguir-se-á o momento institucional, com a citada sessão de encerramento, prosseguindo a festa com a atuação musical de Zé Amaro.

Para os mais novos haverá insufláveis, pinturas faciais, passeio de comboio turístico e várias outras surpresas!

 

 

Data de introdução: 2023-09-26



















editorial

SUSTENTABILIDADE

Quando o XXIV Governo Constitucional dá os primeiros passos, o Sector Social Solidário, que coopera com o Estado, deve retomar alguns dossiers. Um deles e que, certamente, se destaca, é o das condições de sustentabilidade que constituem o...

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

Agenda 2030 e as IPSS
Em Portugal é incomensurável a ação que as cerca de 5 mil Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) existentes, têm vindo a realizar.  As...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

A gratuitidade das creches entre o reforço do setor social e a privatização liberal
 A gratuitidade das creches do sistema de cooperação e das amas do Instituto de Segurança Social, assumida pela Lei Nº 2/2022, de 3 de janeiro, abriu um capítulo novo...