REGRAS SERÃO ANUNCIADAS EM BREVE

Governo está a preparar a reabertura dos Centros de Dia

A Direção-Geral da Saúde e a Segurança Social vão lançar brevemente as regras que permitem a reabertura dos centros de dia com segurança, anunciou a diretora-geral da Saúde. 

Na conferência de imprensa regular sobre a pandemia de covid-19, Graça Freitas adiantou que é uma matéria que tem estado a ser trabalhada e que se chegou a "um documento de consenso entre as partes", que será publicado brevemente e que "permite, com a segurança possível e com o mínimo de risco, abrir os centros de dia".

Graça Freitas explicou que "a abertura de diferentes atividades, em diferentes locais, tem a ver com a evolução epidemiológica" do país. "Felizmente, nesta fase, estamos numa situação de controlo da situação epidemiológica com uma descida sustentada dos casos com as variações diárias, óbvias, que existem, mas que de qualquer maneira nos permite encarar a situação nesta fase com mais tranquilidade", salientou.

Questionada sobre o pedido de audiência que a Ordem dos Enfermeiros pediu ao Governo por considerar que não está a ser acautelada uma segunda vaga nos lares, Graça Freitas afirmou que estes são os locais "mais observado, mais acompanhados" desde o início da pandemia.

Os lares merecem a "melhor atenção" porque "um dos pilares do combate a esta pandemia é tratar todos de acordo com as suas necessidades, mas dar muita atenção às populações vulneráveis".

Estes equipamentos são foco de "uma atenção especial" e há "um pacote de regras, de orientações e de medidas que vão sendo atualizadas".

Cada Administração Regional de Saúde (ARS), com as suas autoridades e com os seus profissionais da área da Segurança Social, "tem autonomia para fazer o seu próprio cronograma o seu próprio calendário e tomar as suas decisões".

A secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, lembrou, a este propósito, a portaria publicada em Diário da República que cria um programa de apoio no valor de 10 milhões de euros para os lares definirem os equipamentos de proteção individual.

Portugal contabiliza pelo menos 1.725 mortos associados à covid-19 em 50.613 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

 

 

Data de introdução: 2020-07-30



















editorial

As amas em Creche Familiar

Publica-se neste número do “Solidariedade” o texto do acordo com a FSUGT, na parte que contempla também os novos valores de remunerações acordado para vigorar a partir de 1 de janeiro de 2024.

Não há inqueritos válidos.

opinião

EUGÉNIO FONSECA

A propósito do contributo da CNIS para as próximas eleições
É já tradição que as organizações de diferentes âmbitos, aproveitem os atos eleitorais para fazerem valer as suas reivindicações mais...

opinião

PAULO PEDROSO, SOCIÓLOGO, EX-MINISTRO DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE

Cuidar da democracia
Neste ano vamos a eleições pelo menos duas vezes (três para os açorianos), somos chamados a renovar o nosso laço político com a comunidade, escolhendo...