AVEIRO DIGITAL

F3M desenvolve Processo Electrónico do Utente (PEU)

A F3M foi seleccionada como parceiro tecnológico do consórcio SAISS
(Sistema de Apoio às Instituições de Solidariedade Social) do projecto
Aveiro Digital para o desenvolvimento do PEU. 

Trata-se do primeiro projecto a nível nacional que visa a sistematização num único processo
de toda a informação existente numa instituição em relação a um utente:
administrativa, financeira, médica, física, psicológica, familiar, etc. 

Segundo Pedro Fraga, gerente da empresa bracarense, "trata-se de mais um
importante passo para consolidar a empresa como líder destacado no
fornecimento de software para o sector da economia social":
"No capítulo do software será a maior inovação até hoje efectuada em
Portugal no seio das IPSS, Misericórdias, Caritas, etc. Posso adiantar que, a curtíssimo
prazo, surgirão outros projectos verdadeiramente inovadores para este
sector".

A F3M, adianta Pedro Fraga, "prepara-se para fazer uma aposta significativa neste novo
projecto, até porque ele envolve um conceito base a reter: uma equipa
multidisciplinar de técnicos de várias instituições, do mundo
universitário, do ISSS e outras, aliaram-se a uma empresa tecnológica para
produzir algo de inovador e que irá funcionar num ambiente Web-based,
recorrendo às mais recentes tecnologias".

Aquele responsável detalha os últimos passos dados pela empresa: 
"Após o lançamento, no início do ano, do software de Gestão de Unidades de
Saúde preparado especificamente para a área social e do
sucesso que foi o lançamento em Junho da nova versão da linha WinIPSS
(Geração Inteligente), a F3M disponibiliza ao mercado uma linha
tecnologicamente avançada, constituída por 12 programas absolutamente
integrados. A partir da sua sede em Braga, onde conta com um total de
mais de 60 elementos, a F3M gere ainda uma rede de empresas
colaboradoras que dão assistência local em todo o país, rede essa
formada por mais de 100 técnicos".

Tudo somado, razões para satisfação: "2004 está a ser um ano amplamente positivo,
com um crescimento do volume de negócios superior a 20%, valor que se
deverá situar à volta de 3 milhões de euros no final do ano".

Para mais informações sobre o SAISS / Aveiro Digital clique aqui

 

Data de introdução: 2004-10-21



















editorial

Os pobres e as Instituições de Solidariedade

(...) Se o Sector Social e Solidário é um muito importante pilar do Estado Social, corre sérios riscos de colapso porque o Estado não está a corresponder às expectativas criadas aquando da celebração do Pacto de...

Não há inqueritos válidos.

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

América Latina: uma outra deriva?
Em democracia, nada é definitivo. E nada é definitivo, porque a democracia pressupõe a realização cíclica de eleições, e os resultados dessas...

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Greves e serviços mínimos...
Após um longo tempo de quase ausência de greves, proeza atribuída às políticas de reversão de direitos dos trabalhadores e, em geral, de todos os portugueses...