SOCIALIS, DA MAIA

Parceria com o Projecto FIC

A Socialis - Associação de Solidariedade Social, preocupada com a integração da comunidade dos países de leste que escolheu o nosso país e, mais especificamente a Maia como local de trabalho e/ou residência, estabeleceu uma parceria operacional com o Projecto FIC - formar, integrar, competir - que é um projecto pioneiro em Portugal que visa o reforço da competitividade das nossas empresas através da integração de trabalhadores provenientes dos países de Leste Europeu.
É promovido pela Walker Consultores, Lda., empresa de consultoria de gestão e formação profissional associada ao Grupo EGOR - Pessoas & Negócios, e financiado pelo Programa Operacional do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social através do Eixo 5.

O FIC nasceu da ideia de transformar a potencial ameaça que fluxos imigratórios maciços sempre representam numa sociedade, mesmo que com tradições de diversidade e de universalidade como a nossa, na oportunidade de colocar as competência técnicas e comportamentais que muitos desses imigrantes detêm ao serviço da competitividade das empresas e da economia portuguesas.
Por outro lado, a integração dos imigrantes de Leste como cidadãos activos em Portugal em muito contribuirá para aproximar os nossos países do ponto de vista humano e cultural e para reforçar as respectivas relações económicas.

Para atingir os ambiciosos objectivos que se propõe, o FIC desdobra-se em medidas e em linhas de acção que procuram, no essencial:
-Dotar os trabalhadores imigrantes de Leste de competências de comunicação e de integração sócio-laboral (língua e cidadania portuguesas);
- Identificar e certificar as suas reais competências técnico-profissionais;
- Sensibilizar os empresários e os gestores para as exigências e para as vantagens da gestão multicultural;
- Constituir uma bolsa de emprego específica para este público-alvo, a disponibilizar às empresas.

 

Data de introdução: 2006-04-06



















editorial

PILAR DO ESTADO SOCIAL

(...)O orçamento do Estado para este ano incluía uma despesa global para a Educação de 6.173 milhões de euros enquanto a despesa total consolidada do Programa da Saúde prevista e inscrita no mesmo orçamento é de 10.289,5...

Não há inqueritos válidos.

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

“ HÁ UM TEMPO PARA TUDO…” (Eclesiastes 3. 1-22)
Ora cá está uma mensagem bíblica capaz de inspirar mudanças significativas nos estilos de projetos de vida de pessoas, famílias e da própria comunidade...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Democracia: das escolhas ao arrependimento
Aquilo que caracteriza imediatamente um regime democrático é a possibilidade de os cidadãos escolherem os seus representantes nos órgãos do poder, o que normalmente...