BILHETE DE IDENTIDADE

Envolver- Serviço de apoio social à Comunidade, CRL

A Envolver- Serviço de apoio social à Comunidade, CRL, é uma Cooperativa de Solidariedade Social sem fins lucrativos que iniciou a sua actividade no dia 4 de Fevereiro de 2005 e que actua nos Conselhos de Loures e Lisboa, através das valências de Apoio Domiciliário Integrado (todos os dias do Ano) e Centro de Dia/convívio.

Como o próprio nome diz a ENVOLVER, pretende: incluir, abranger, comprometer, implicar, misturar, confundir, intrigar. Ou seja:

Incluir- os idosos numa filosofia de vida que passe para além da mera sobrevivência, queremos qe as pessoas vivam, que tenham uma qualidade de vida melhor, que os seus quereres sejam a prioridade da nossa intervenção, que cada dia seja uma oportunidade para melhorarem a sua condição física e mental. Queremos incluir as suas famílias neste projecto e torná-las imprescíndíveis neste processo.

Abranger - O maior múmero de pessoas com necessidade de serem apoiadas sejam estes os idosos, as crianças, os jovens ou outra população qualquer, interessa sim, que possamos melhorar o maior número possível de vidas.

Comprometer/ Implicar - o maior número de entidades prívadas ou públicas neste projecto, consciencializando-as a desenvolverem o conceito de responsabilidade social, no sentido em que apoiando esta instituição ao nível de apoios e/ou donativos, estariam a integrar-se voluntariamete nas preocupações sociais referentes aos mais carênciados, contribuindo de forma positiva para a sociedade, o que poderá proporcionar vantagens directas e assegurar a competitividade dos serviços a longo prazo. Tendo, assim, acesso a contrapartidas fiscais, previstas na lei do mecenato (dec-lei 74/99 de 16 de Março)

Misturar/Confundir - Idosos, jovens, população em geral, pessoas portadoras de deficiência, etc... todos estão envolvidos neste projecto, não queremos que entrem na nossa casa e saibam que estão num Centro de Dia, mas sim que estão numa casa de todos e para todos. Não queremos quadro típicos pendurados nas paredes queremos a alegria de um alegre desenho em graffity onde estejam retratados os rostos dos nossos utentes, queremos inovar, dar uma nova imagem a este tipode instituições, desenvolver valências típicas com serviços atípicos, que vão ao encontro das novas necessidades dos idosos, jovens e restante população.

Intrigar - toda a gente. Pôr a questionar as pessoas que se cruzam connosco e que se deparam com o nosso serviço, sobre como é que se consegue com tão pouco fazer-se bastante, como é que se consegue apoiar os idosos 24 horas por dia todos os dias do ano, como é que se consegue ter idosos tão alegres neste espaço, como é que se consegue ter um convívio tão saudável entre idosos, adultos, ricos, pobres, crianças, jovens, etc..... .

Informo que estamos a funcionar sem qualquer acordo de Cooperação da Segurança Social o que torna extremanente dífícil a sustentabilidade económica deste projecto tão útil à população idosa destes Concelhos. No entanto, é de salientar que já apoiamos, até ao momento, 40 pessoas dependentes no seu domicílio.

O grande objectivo, neste momento, destes serviços é proporcionar uma melhor qualidade de vida às pessoas idosas com um grau elevado de dependência física e por vezes mental e que vivem presas em casas muitas vezes também pelas barreiras arquitectónicas dos prédios (ex: morar no 3º andar e não ter elevador).

Informo, também, que estamos neste momento a trabalhar na aquisição de uma carrinha adaptada para transportar cadeiras de rodas e que, caso Vas Excias pudessem, seria de uma grande utilidade um apoio para a aquisição deste veículo, através da publicação nesse jornal de um artigo sobre esta cooperativa sem fins lucrativos.

ENVOLVA-SE CONNOSCO

Para qualquer esclarecimento contacte: 21-9470930 – Maria João ou Eunice Miranda
Ou escreva para o e-mail: envolver@clix.pt 

 

Data de introdução: 2006-01-26



















editorial

IPSS: Pilar do Estado Social

(...) o estudo coordenado pelo Prof. Américo Mendes sobre a importância económica e social das IPSS evidencia alguns resultados que ajudam a perceber melhor a situação difícil em que um número muito significativo de...

Não há inqueritos válidos.

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Geografia dos esquecidos
Nos últimos tempos, e a propósito de tantas desgraças que se têm abatido sobre o interior, não se fala de outra coisa! E bem. A circunstância de nos estarmos a...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

No centenário do armistício da primeira guerra mundial
Passaram recentemente cem anos sobre a assinatura do Tratado que pôs fim ao conflito bélico que passou à História com o nome de Primeira Guerra Mundial, ou simplesmente como a...