AMI FAZ BALANçO DE ATIVIDADE

Apoiadas cerca de 75 mil pessoas em situação de pobreza e exclusão social

A Assistência Médica Internacional (AMI) anunciou que em 2018 ajudou a transformar a vida de mais de dois milhões de pessoas, das quais 10.423 em Portugal.

Num balanço de atividade, a AMI afirma que os projetos da instituição "contribuíram para todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável" (ODS) definidos pelas Nações Unidas.

Segundo a AMI, em Portugal, desde 1994, ano de inauguração do primeiro Centro Porta Amiga, já foram apoiadas 74.755 pessoas em situação de pobreza e exclusão social.

Na área internacional, a AMI adianta que, em 2018, desenvolveu um total de 37 projetos, "um dos quais com equipas expatriadas no terreno (na Guiné-Bissau) e 36 outras ações internacionais, em parceria com organizações locais".

Entre benefícios diretos e indiretos, "os projetos internacionais permitiram apoiar 2.016.458 pessoas", sublinha a AMI, acrescentando que "a missão na Guiné-Bissau beneficiou diretamente 11.689 pessoas e, de forma indireta, 65.666".

A organização de assistência relembra que "as pessoas, o planeta, a prosperidade, a paz e as parcerias estão no cerne da Agenda 2030 das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável, um resultado do esforço conjunto de governos e cidadãos de todo o Mundo para criar um novo modelo global que permita erradicar a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas".

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Agenda 2030, adotados pela quase totalidade dos países do mundo, no contexto da ONU, definem as prioridades e aspirações do desenvolvimento sustentável global e procuram mobilizar esforços globais à volta de um conjunto de objetivos e metas comuns.

"Os ODS requerem uma ação à escala mundial de governos, empresas e sociedade civil para conseguir erradicar a pobreza e criar uma vida com dignidade e oportunidades para todos, dentro dos limites do planeta", defende a organização.

Para as empresas, em particular, a AMI diz que os ODS constituem uma oportunidade para criar e implementar soluções e tecnologias que resolvam os maiores desafios globais, ajudando a interligar estratégias empresariais e prioridades globais.

 

Data de introdução: 2019-03-11



















editorial

Cuidadores

Conhecemos os testemunhos pungentes dos familiares de pessoas, nomeadamente com doença de Alzheimer, deficiência e dependências múltiplas, de pessoas com outras demências, pais de crianças com doenças raras, pais de crianças...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ DA SILVA PENEDA

Duas Realidades do nosso tempo:Progresso Tecnológico e Aumento das Desigualdades
Quem imaginaria que, no início do século XX, o homem chegaria à Lua? Quem imaginaria, há 40 anos, que as telecomunicações revolucionariam a forma como os seres...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A Europa e a vaga de anti-semitismo
Nas últimas semanas, a Comunicação Social deu bastante relevo a uma preocupante vaga de anti-semitismo que atingiu vários países europeus. Falamos particularmente,...