PRESTAÇÃO SOCIAL PARA A INCLUSÃO

Período transitório para adaptação até 30 de setembro

Para garantir que todos os beneficiários recebem o apoio a que têm direito, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social decidiu criar um período transitório, até 30 de setembro, para “adaptação à nova prestação”.
Neste período, “os cuidadores, sejam pessoas individuais ou instituições, podem receber a Prestação Social para a Inclusão (PSI) mediante uma declaração assinada sob compromisso de honra de que são cuidadores do beneficiário”.
No caso de haver “cartas-cheque que tenham caducado sem terem sido levantadas, esses valores serão pagos aos cuidadores”, esclarecem ainda os serviços do ministério de Vieira da Silva.
Até ao fim deste período transitório, os beneficiários devem abrir uma conta bancária em seu nome ou como cotitulares (em conjunto com o cuidador, por exemplo), para passarem a receber a PSI. Em alternativa, poderão passar uma procuração ao cuidador para que este possa passar a receber a prestação em seu nome.
Subsistem ainda algumas dúvidas sobre a operacionalização deste período transitório, pelo que a CNIS solicita que a informem de eventuais constrangimentos identificados pelas instituições e famílias.
Ainda sobre esta nova prestação, a CNIS informa que, tendo em conta os efeitos jurídicos decorrentes da conversão do subsídio mensal vitalício e da pensão social de invalidez, no que respeita ao cálculo da comparticipação familiar, a Direção-Geral da Segurança Social está a proceder à análise desta matéria.
A CNIS aguarda as conclusões desta análise para se pronunciar.

 

Data de introdução: 2018-02-28



















editorial

Economia Social confederada

A Economia Social oferece bens ou serviços que correspondam a necessidades sentidas pelos indivíduos e pelas suas circunstâncias a que se destinam.

inquérito

O Orçamento de Estado para 2018 é favorável ou prejudicial ao funcionamento das IPSS?

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Rússia: de um conflito diplomático a uma nova “guerra fria”
Ainda não há muito, já era legítimo falar da ameaça de um regresso à chamada “guerra fria”. Agora, pode dizer-se que esse regresso já aconteceu....

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Tenham vergonha... Pede o Papa Francisco!
Tem sido uma tradição ver a comunicação social a acompanhar com interesse a Via Sacra celebrada pelos sucessivos Papas na semana santa em Roma, uma vez que a mensagem papal...