COMPLEMENTO SOLIDÁRIO PARA IDOSOS

Aumentou ligeiramente número de beneficiários

Mais 211 pessoas beneficiaram do Complemento Solidário para Idosos (CSI) em janeiro, comparativamente a dezembro de 2017, totalizando 166.138 beneficiários, a grande maioria mulheres, segundo dados do Instituto da Segurança Social.

Comparando com o período homólogo, verificou-se um aumento de 2,7%, o que significa mais 4.437 idosos beneficiários do complemento solidário.

De acordo com os dados publicados no site da Segurança Social, 70,3% dos beneficiários desta prestação social são mulheres (116.770) e 29,7% são homens (49.368).

Relativamente à prestação social para a inclusão, os dados revelam que foi atribuída a 66.470 beneficiários em janeiro.

Neste mês, houve mais 50.666 beneficiários face ao valor do mês anterior devido à integração das pensões sociais de invalidez que transitaram para a prestação social para a inclusão, refere o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP), do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, na "Síntese estatística" que acompanha os dados.

"Anteriormente a esta conversão oficiosa de beneficiários, a prestação social para a inclusão era composta pelos beneficiários do subsídio mensal vitalício que transitaram para esta prestação e pelos novos beneficiários", adianta o GEP.

Com a transição da pensão social de invalidez para a prestação social para a inclusão, o processamento das pensões de invalidez decresceu 22% em janeiro face ao mês anterior.

Considerando janeiro de 2017, correspondeu a uma redução de 24,9%, totalizando este mês 179.636 pensões.

"Foram atribuídas 85.899 pensões às mulheres, constituindo 47,8% do total, e entregues 93.737 pensões aos homens, correspondendo a 52,2% do total de pensões de invalidez", indica o GEP.

Os dados revelam ainda que o número de pensões de velhice, em janeiro de 2018, foi de 2.037.860, menos 713 pensões em relação a dezembro de 2017.

Face ao mês homólogo do ano anterior, registou-se um aumento de 0,1%, tendo sido processadas mais 2.833 pensões de velhice.

Mais de metade das pensões de velhice (53%) foram atribuídas a mulheres (1.079.991) e 957.869 a homens (47%).

 

Data de introdução: 2018-02-21



















editorial

Cuidadores

Conhecemos os testemunhos pungentes dos familiares de pessoas, nomeadamente com doença de Alzheimer, deficiência e dependências múltiplas, de pessoas com outras demências, pais de crianças com doenças raras, pais de crianças...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ DA SILVA PENEDA

Duas Realidades do nosso tempo:Progresso Tecnológico e Aumento das Desigualdades
Quem imaginaria que, no início do século XX, o homem chegaria à Lua? Quem imaginaria, há 40 anos, que as telecomunicações revolucionariam a forma como os seres...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A Europa e a vaga de anti-semitismo
Nas últimas semanas, a Comunicação Social deu bastante relevo a uma preocupante vaga de anti-semitismo que atingiu vários países europeus. Falamos particularmente,...