COMPLEMENTO SOLIDÁRIO PARA IDOSOS

Aumentou ligeiramente número de beneficiários

Mais 211 pessoas beneficiaram do Complemento Solidário para Idosos (CSI) em janeiro, comparativamente a dezembro de 2017, totalizando 166.138 beneficiários, a grande maioria mulheres, segundo dados do Instituto da Segurança Social.

Comparando com o período homólogo, verificou-se um aumento de 2,7%, o que significa mais 4.437 idosos beneficiários do complemento solidário.

De acordo com os dados publicados no site da Segurança Social, 70,3% dos beneficiários desta prestação social são mulheres (116.770) e 29,7% são homens (49.368).

Relativamente à prestação social para a inclusão, os dados revelam que foi atribuída a 66.470 beneficiários em janeiro.

Neste mês, houve mais 50.666 beneficiários face ao valor do mês anterior devido à integração das pensões sociais de invalidez que transitaram para a prestação social para a inclusão, refere o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP), do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, na "Síntese estatística" que acompanha os dados.

"Anteriormente a esta conversão oficiosa de beneficiários, a prestação social para a inclusão era composta pelos beneficiários do subsídio mensal vitalício que transitaram para esta prestação e pelos novos beneficiários", adianta o GEP.

Com a transição da pensão social de invalidez para a prestação social para a inclusão, o processamento das pensões de invalidez decresceu 22% em janeiro face ao mês anterior.

Considerando janeiro de 2017, correspondeu a uma redução de 24,9%, totalizando este mês 179.636 pensões.

"Foram atribuídas 85.899 pensões às mulheres, constituindo 47,8% do total, e entregues 93.737 pensões aos homens, correspondendo a 52,2% do total de pensões de invalidez", indica o GEP.

Os dados revelam ainda que o número de pensões de velhice, em janeiro de 2018, foi de 2.037.860, menos 713 pensões em relação a dezembro de 2017.

Face ao mês homólogo do ano anterior, registou-se um aumento de 0,1%, tendo sido processadas mais 2.833 pensões de velhice.

Mais de metade das pensões de velhice (53%) foram atribuídas a mulheres (1.079.991) e 957.869 a homens (47%).

 

Data de introdução: 2018-02-21



















editorial

CASAS DO POVO

1. As Casas do Povo foram criadas no regime do "Estado Novo" pelo Decreto-Lei n.º 23 051, de 23 de setembro de 1933, como peça chave da organização corporativa do trabalho rural. Funcionavam como organismos de...

Não há inqueritos válidos.

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Democracia à prova!
Portugal vai confrontar-se, a curto prazo, com um conjunto de testes à sua forma de organização como sociedade democrática!

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Comércio Internacional: a outra guerra
Parece que o mundo ultrapassou recentemente mais uma crise ameaçadora para a Paz no mundo. Falamos, claro está, da surpreendente aproximação entre a Coreia do Norte e os Estados...