«EMPREENDE JÁ»

Programa recebeu 800 candidaturas de jovens «nem-nem»

O programa do Governo destinado a apoiar os chamados jovens «nem-nem» – que não estudam nem trabalham – já recebeu cerca de 800 candidaturas, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Educação (ME).
“O programa «Empreende Já» recebeu, nesta primeira fase, cerca de 800 candidaturas. Estes jovens são, maioritariamente, provenientes da região Norte e apresentaram candidatura individual, tendo manifestado a intenção de desenvolver projetos centrados na Economia Social ou de criar empresas”, referiu o ME em comunicado.
O programa promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) foi apresentado em dezembro e destina-se a apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas e de entidades da Economia Social, assim como a criação de postos de trabalho, por e para jovens.
As candidaturas já entregues vão agora ser analisadas por um júri, constituído pelo IPDJ, pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES).
“Os jovens cujas candidaturas forem aprovadas serão apoiados, durante seis meses, com uma bolsa de cerca de 700 euros e terão de frequentar 250 horas de formação em áreas transversais à ação empreendedora. Terão ainda apoio técnico personalizado (tutoria), com vista à estruturação e sustentabilidade do projeto”, refere o comunicado da tutela.
A nota acrescenta que, “posteriormente, serão selecionados 90 projetos para a segunda fase do programa «Empreende Já», concebidos pelos jovens empreendedores que apresentem, individualmente ou em grupo, registo/início de atividade ou certidão do ato constitutivo de associação ou empresa”.
“Cada um destes projetos contará com um apoio de dez mil euros”, atribuídos com o objetivo de manter a empresa em atividade durante dois anos, segundo a tutela.
O «Empreende Já» é uma medida integrada no Plano Nacional de Implementação de uma Garantia para a Juventude, cofinanciado, no valor de 4.600.000 euros, pelo PO ISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego.

 

Data de introdução: 2017-03-13



















editorial

Madeira solidária

No que diz respeito a Instituições de Solidariedade, a Região Autónoma da Madeira tem uma União das Instituições Particulares de Solidariedade Social (UIPSS-Madeira), que congrega a grande maioria das Instituições e...

Não há inqueritos válidos.

opinião

PADRE JOSÉ MAIA

Sinais dos Tempos...
No preciso momento em que me sentei para começar a redigir esta crónica para o SOLIDARIEDADE, estou a acompanhar as várias reportagens que, em direto, estão a colocar-nos diante...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Estados Unidos: imagem posta em causa
Por alturas da tomada de posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, muita gente se interrogou acerca de como é que fora possível que a maioria dos eleitores norte-americanos...