INE

Taxa de desemprego em queda no mês de dezembro

A taxa de desemprego situou-se nos 10,2% em dezembro, segundo a estimativa provisória divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que manteve o valor de 10,5% para novembro.
A estimativa provisória da população desempregada em dezembro foi de 519,5 mil pessoas e a da população empregada foi de 4,587 milhões de pessoas.
Em novembro de 2015, a taxa de desemprego situou-se nos 10,5%, menos 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior (0,4 pontos percentuais face a três meses antes) e num valor igual à estimativa provisória divulgada há um mês.
“Constitui também o valor mais baixo observado desde abril de 2009 (10,3%)”, destaca o INE.
A estimativa definitiva da população desempregada de novembro foi de 537,7 mil pessoas, tendo diminuído 1,3% em relação ao mês precedente (menos 7,2 mil pessoas), enquanto a população empregada foi estimada em 4,581 milhões de pessoas, mantendo-se praticamente inalterada face ao mês anterior.
Em dezembro de 2015, a taxa de desemprego registada foi de 12,2%.
A taxa de desemprego das mulheres (10,3%) excedeu a dos homens (10,0%) em 0,3 pontos percentuais, tendo a primeira diminuído 0,2% e a segunda 0,5%.
A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 26,4% e diminuiu 0,8 pontos percentuais em relação ao mês precedente, enquanto a dos adultos foi de 8,9% e diminuiu 0,3% em relação ao mês de novembro.
Segundo o INE, a diminuição mensal da taxa de desemprego foi acompanhada por um decréscimo, tanto da população desempregada (1,2%, o equivalente a 6,3 mil pessoas), como da população empregada (0,2%, 9,1 mil pessoas).
Para a redução homóloga contribuiu a diminuição da população desempregada (14,3% ou 90,7 mil pessoas) e o aumento da população empregada (em 1,8%, correspondente a 82,7 mil pessoas).

 

Data de introdução: 2017-01-30



















editorial

Contratação Coletiva

(...) A opção por uma contratação coletiva de trabalho leal e responsável com os representantes dos trabalhadores tem constituído uma orientação sem desvios da nossa Confederação.

inquérito

O Orçamento de Estado para 2018 é favorável ou prejudicial ao funcionamento das IPSS?

opinião

Padre José Maia

Idosos sós, pobres, doentes
(...) Há muitos anos que as situações de pessoas idosas em situação de solidão e pobreza têm merecido das Instituições Particulares de...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Tréguas Olímpicas?
De repente, o mundo parece ter respirado de alívio. É que a ameaça de um conflito militar na península da Coreia, se não foi completamente afastada, diminuiu claramente...