PADRE JOSÉ MAIA

Sopram ventos de mudança?

Desde a vinda da troika e com o início do ciclo de austeridade e empobrecimento em que o país se tem visto mergulhado para conseguir equilibrar as finanças públicas, Portugal entrou numa grave crise económica e social que está a conduzir milhões de cidadãos para situações de verdadeira negação dos seus mais elementares direitos sociais.

Por mais que tentemos compreender a dolorosa austeridade que nos tem sido imposta, não podemos deixar de denunciar o calvário de empobrecimento coletivo, que atinge pais e filhos, uma sensação de angústia pela falta de empregos, uma onda de compreensível revolta pela forma desumana como demasiada gente, sobretudo crianças e idosos, se vê (des)atendida nos seus mais elementares direitos de cidadania, sobretudo no domínio do acesso a cuidados de saúde e proteção social, enquanto o poder financeiro continua a locupletar-se impunemente à custa de pequenas poupanças dos pobres!

Estamos já envolvidos em campanhas eleitorais. Não deixemos que os candidatos ao Governo e à Presidência da República reduzam o debate político às questões de economia e finanças!

Na revolução de abril falaram-nos de 3D: descolonização, democracia, Desenvolvimento.

Chamemos a debate o projeto de DESENVOLVIMENTO HUMANO E SOCIAL que cada candidato defende nos seus programas eleitorais!

 

Pe. José Maia 

 

Data de introdução: 2015-05-07



















editorial

Legislativas 2019

No contexto da pré-campanha eleitoral para as Eleições Legislativas de 2019 surgiram várias propostas e foram enunciadas algumas preocupações que conectam diretamente com o que são as competências e a tradição...

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

A conetividade como condição de sobrevivência das instituições
O conceito que no século XX mais influência teve na economia global, no mundo do trabalho e na vida dos cidadãos foi a globalização. Embora não tenha sido a...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

A China e o desafio de Hong Kong
Já lá vão umas largas semanas sobre o início da crise social e política que atingiu Hong Kong, uma crise que, pelo menos aparentemente, ainda está longe de ter...