DIA 28 DE NOVEMBRO, SEXTA-FEIRA, àS 10 HORAS

CNIS inaugura sede nacional no Porto

No próximo dia 28 de Novembro, sexta-feira, pelas 10 horas da manhã, a CNIS, Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, vai inaugurar a sede nacional, situada na Rua da Reboleira, 47, na Ribeira, no Porto.

Na cerimónia de inauguração vão estar presentes o secretário de Estado da Solidariedade e da Segurança Social, Agostinho Branquinho, o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, o Bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos, o presidente da CNIS, padre Lino Maia, dirigentes e funcionários da Confederação.

A sede nacional da CNIS vai funcionar no edifício que albergava a extinta Fundação para o Desenvolvimento da Zona Histórica do Porto depois do acordo assinado pela CNIS, Câmara Municipal do Porto e Instituto da Segurança Social (ISS), no mês de Agosto. Na altura o padre Lino Maia, que rubricou a escritura em nome da CNIS, referiu que foi “um processo muito bem conseguido e muito bem conduzido”, referindo ainda que “daqui resulta uma nova aurora para esta zona histórica do Porto”.

Desde que foi criada a UIPSS (União das Instituições de Solidariedade), que deu depois origem à CNIS, a sede manteve-se sempre na cidade do Porto ainda que, nos últimos anos, tenha funcionado em instalações provisórias.

O edifício de três pisos, na Rua da Reboleira, na Ribeira do Porto, vai concentrar os serviços e funcionários da Confederação.

Na nova sede a CNIS fica ainda responsável pela dinamização do Auditório, sito na rua dos Mercadores, em parceria com IPSS e outras coletividades e associações.

 

Data de introdução: 2014-11-27



















editorial

Compromisso de Cooperação

As quatro organizações representativas do Sector  (União das Mutualidades, União das Misericórdias, Confecoop e CNIS) coordenaram-se entre si. Viram, ouviram e respeitaram. 

Não há inqueritos válidos.

opinião

JOSÉ A. DA SILVA PENEDA

Regionalização
O tema regionalização mexe com interesses. Por isso, não é pacífico. Do que se trata é de construir uma forma diferente de distribuição de poder e,...

opinião

ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA

Primaveras que nunca chegaram
Morreu não há muito, em pleno tribunal onde iria ser julgado pela segunda vez, aquele que foi presidente egípcio entre 2012 e 2014, altura em foi deposto por um golpe militar...